.

.

22 de junho de 2016

Cerca de 100 Mulheres são qualificadas em cursos profissionalizantes em Paulista

Paulista segue firme investindo na qualificação profissional das mulheres do município. Na tarde desta terça-feira (21.06) uma solenidade repleta de emoção e simbolismo marcou a vida de cerca de 100 mulheres da cidade. Na ocasião as formandas receberam certificados de conclusão referentes a cursos oferecidos pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, através do Programa Lugar de Mulher é na Qualificação Profissional. O evento aconteceu na Faculdade Joaquim Nabuco, Centro.

Ao todo, oito cursos foram oferecidos ao público feminino, entre eles: marcenaria, auxiliar de pedreira, assentamento de cerâmica e eletricista de automóveis. As aulas, que duraram três meses, foram ministradas nos bairros de Jardim Paulista Alto, Maranguape I, Maranguape II e Fragoso. As atividades aconteceram nos turnos da manhã e tarde.

A dona de casa Janete Monteiro, 46 anos, contou que sua vida já não é mais a mesma depois de ter feito o curso. “Eu cheguei sem acreditar que seria capaz, pois achava o curso de marcenaria uma coisa mais voltada para homens. Agora, depois de formada, confesso que me surpreendi muito com o que aprendi. Me identifiquei bastante com a profissão e já estou pensando em fazer pequenos objetos de madeira para vender junto com a minha filha”, ressaltou.

Quem disse que o curso de eletricista é só para homens? De acordo com Edvâne Silva, 27 anos, isso é coisa do passado. Ela, que já usou várias vezes no seu dia a dia tudo o que aprendeu nas aulas, falou sobre a sua última experiência. “Meu ventilador caiu e parou de funcionar. Então eu abri, tirei os fios do lugar, depois liguei novamente e ele voltou a pegar. Meu marido ficou surpreso, pois nem ele mesmo tinha conseguido ajeitar”, explicou.

“Comprei cerâmica e coloquei sozinha na minha cozinha inteira. Sempre fui meio curiosa e já tinha feito outros serviços em casa, mas colocar cerâmica em um ambiente completo, assim, foi à primeira vez. Isso me deixou muito orgulhosa de mim mesma. Fiz o curso de auxiliar de pedreira e só tenho a agradecer essa oportunidade maravilhosa”, disse a comerciante Elizabeth Maria da Silva, 37 anos.

Segundo a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres o intuito da ação é qualificar essas pessoas valorizando e melhorando sua auto-estima, além de torná-las independentes e ativas no mercado de trabalho. Através da iniciativa a atual gestão também trabalha com a quebra de paradigmas mostrando que lugar de mulher, independente da profissão ou formação, é onde ela quiser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário