.

.

8 de junho de 2016

Paulista se prepara para implantar o zona azul

Com lançamento previsto para o mês de julho deste ano, o projeto de estacionamento rotativo Zona Azul foi apresentado nesta sexta-feira (08.06), aos integrantes da Câmara de Dirigentes Lojistas do Paulista (CDL). A iniciativa visa facilitar a mobilidade urbana na região, democratizando o uso das vagas existentes nas ruas do Centro. Paulista é a primeira cidade a implementar o sistema em Pernambuco, que conta com várias facilidades, através de uma tecnologia de ponta que possibilita identificar vagas por meio de um aplicativo de celular.

Através da ferramenta tecnológica será possível adquirir créditos para utilizar as vagas de estacionamento, habilitar as horas compradas, receber avisos da empresa que opera o sistema e consultar o saldo disponível. Os motoristas que não fizerem uso do aplicativo poderão adquirir o ticket de utilização da vaga com um monitor de fiscalização da zona azul.

De acordo com o secretário executivo de Mobilidade e Transporte do Paulista, Alessandro Rodrigues, o mecanismo vai deixar a utilização das vagas mais organizada e trará mais comodidade aos usuários do sistema. “Com a ferramenta tecnológica, quem se utilizar da Zona Azul terá mais facilidade em acessar as vagas de estacionamento e agilidade para pagar pelo serviço”, comentou.

O sistema vai contemplar 17 vias do Centro do Paulista, gerando 446 vagas de estacionamento para carros e outras 115 para motos. Deste total, 5% serão destinadas ao idosos, enquanto outros 2% ficarão à disposição dos deficientes físicos. Essa quantidade está prevista no Código Brasileiro de Trânsito (CBT). O valor do Zona Azul será de R$ 1,50 para carros e R$ 0,75 para motos por hora. A permanência máxima na vaga será de duas horas. Caso o usuário deseje passar um tempo maior ele terá de sair do local, procurar outra vaga e pagar um novo bilhete.

A decisão de implantar o zona azul na cidade foi tomada pela gestão depois da recomendação do Ministério Público, determinando a proibição do estacionamento nas praças João XXIII, João Pessoa e no entorno da Agamenon Magalhães, dificultando a vida dos motoristas que precisam ir ao centro da cidade nos dias úteis. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário