.

.

11 de julho de 2016

Nova ponte e dragagem do Rio Paratibe irão acabar com alagamentos em Paulista

Prevista para ser entregue à população neste segundo semestre, a obra de construção da ponte do Banheiro do Soldado, em Arthur Lundgren I, avança em ritmo acelerado. Finalizada a etapa de preparação do solo com o bate-estaca, o serviço começa a mudar o cenário ribeirinho da comunidade com o surgimento dos alicerces de sustentação da estrutura. A primeira base já está pronta, enquanto a segunda será montada nos próximos dias numa distância de 16 metros de uma para outra, possibilitando o encaixe das placas feitas em pré-moldado. Atualmente, 20 operários estão envolvidos na intervenção, atuando em diversas funções, entre elas, de carpinteiros, armadores, serventes.


A ponte do Banheiro do Soldado terá 10,4 metros de largura, com 8m para a faixa de rolamento (em mão-dupla) e 1,2m de passeio em cada lado. Com 16 metros de comprimento, o elevado vai ficar a 3m de altura do leito do Rio Paratibe – principal responsável pelos alagamentos na via. O projeto executivo da obra prevê também a requalificação de trechos da Avenida Palmares que servem de acesso à ponte.

Atualmente, por conta da execução do serviço, a via está interditada para circulação de veículos nos dois sentidos. Acostumado a passar a pé pela área, o aposentado Natan Nascimento, 72 anos, está animado com o andamento da obra. “No período da chuva é impossível passar por aqui. A água sobe, invade as casas e causa muitos transtornos. Eu mesmo já sofri pra chegar à feira do Centro. Mas, agora, a situação vai mudar. Estou muito feliz. Quero, antes de morrer, ter a oportunidade de passar por essa ponte”, brincou. 

Além da ponte do Banheiro do Soldado, está prevista a construção de outro elevado sobre o Rio Paratibe, a ponte da Comunidade do Barão. Com a construção das duas estruturas e a dragagem do rio, que vai aprofundar o leito e alargar as margens para ampliar o fluxo de água, devem acabar de vez os problemas de alagamentos no bairro e em outras localidades ribeirinhas. Este pacote de obras recebeu recursos na ordem de 26 milhões do Ministério da Integração Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário