.

.

31 de julho de 2016

Yane será porta-bandeira do Brasil nos jogos olímpicos

A pentatleta pernambucana Yane Marques foi escolhida como porta-bandeira do Brasil na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, reultado anunciado agora há pouco no programa Fantástico, da Rede Globo. O COB havia indicado três medalhistas olímpicos Time Brasil: Roberto Scheidt, Serginho e Yane.

Yane Márcia Campos da Fonseca Marques é uma pentatleta brasileira, única detentora de medalha olímpica no pentatlo moderno na América Latina e no Hemisfério Sul.

Yane é terceiro-sargento do Exército Brasileiro pela Comissão de Desportos do Exército no Rio de Janeiro (CDE-RJ).[Também faz parte do Programa de Alto Rendimento do Exército e integra o Time Brasil, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB)

Nascida em Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco, em 7 de janeiro de 1984, começou a carreira esportiva como nadadora no Clube Náutico Capibaribe, no Recife, para onde se mudou aos onze anos de idade. Descoberta sua vocação para o pentlato, na primeira competição que participou já foi campeã de uma etapa do campeonato nacional, em Porto Alegre. Em 2004 e 2006 venceu o Campeonato sul-americano e, em 2007, conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, ambos realizados no Rio de Janeiro. Esse último fato a tornou conhecida nacionalmente, devido ao feito alcançado ser em um esporte pouco conhecido pelo público brasileiro.

Participou dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, onde ficou em 18º lugar geral. Suas colocações nas cinco provas foram: 14ª lugar na esgrima, 6ª na natação, 33ª no hipismo, 7ª no tiro e 24ª na corrida. Em 2009 passou a fazer parte das Forças Armadas e ter o apoio do exército para os treinamentos e em 2011 atingiu a terceira colocação no ranking mundial, a melhor posição já conquistada até então por uma atleta sul-americana no esporte. Esteve nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011, onde obteve a medalha de prata. Yane reclamou da estrutura montada para as provas, classificando-a como "terrível". Informações do Blog do Magno Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário