.

.

Cinesytem

7 de dezembro de 2016

Junior Matuto e Superintendente da CEF vistam Mercado de Paratibe para instalação de lotérica


O Novo Mercado de Paratibe, que já esta em fase final de construção, e terá 147 boxes para venda de pescados, grãos, frutas, hortaliças, assim como serviços do tipo chaveiros e cabelereiros, também poderá contar com uma casa lotérica da Caixa. No final da manhã desta quarta-feira, o prefeito Junior Matuto acompanhou uma visita técnica do Superintendente Regional da Caixa, Paulo Nery, e o gerente geral da instituição em Paulista, Ricardo Coentro, para que pudessem conhecer a estrutura física daquele centro de compras e pudessem analisar a viabilidade de instalar uma a loja de serviços da CEF. 
O Vereador Eleito Eudes Farias agradeceu os esforços do prefeito Junior Matuto em puder atender seu pedido.



Aofinal da visita, o superintendente regional da Caixa avaliou que existem grandes chances de ocorrer à instalação da lotérica. “Falta ainda alinhar alguns detalhes, mas é quase certo. Vai ser muito bom trazer os serviços do Governo Federal para perto das pessoas, principalmente as que estão protegidas pelos benefícios sociais, como o bolsa família. Estamos entusiasmados para fechar essa parceria com a Prefeitura do Paulista, e contribuir com esse momento de evolução econômica por que passa Paulista”, avaliou Nery, lembrando que as Casas Lotéricas oferecem vários serviços financeiros, facilitando a vida de quem precisa efetuar pagamento de contas de água e luz, recebimento de benefícios como o bolsa família e ainda abrir contas bancárias ou realiza saques. 

O prefeito Junior Matuto adiantou que o mercado fica pronto no dia 20 de dezembro, quando serão entregues as chaves dos boxes, para que os permissionários possam fazer as adequações necessárias. “Não seria viável o mercado começar a funcionar agora, iria atrapalhar muito as vendas de final de ano para os que ainda precisam organizar seus espaços. Então vamos entregar as chaves e dar 30 dias para que os permissionários organizem seus boxes com calma e lá para o dia 20 de janeiro, abrimos as portas deste centro comercial que vai impulsionar a história econômica e turística do Paulista.” explicou o prefeito.

O modelo de gestão

O funcionamento do mercado deve seguir o mesmo modelo adotado pelo Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (CEASA), por meio de gestão compartilhada, cujo convênio já está em fase final de elaboração. A ideia é que as normas adotadas pelo órgão estadual possam embasar as definições em Paulista. 

O centro de compras, que atende a um anseio antigo da população de Paratibe e localidades vizinhas, está sendo erguido graças a uma parceria entre a Prefeitura do Paulista e o Governo do Estado. O investimento público na obra alcança a cifra de R$ 12 milhões.

Após a entrega dessa etapa, a estrutura atual do mercado será demolida, dando espaço para um pátio de feira livre. O espaço terá capacidade para abrigar cerca de 400 barracas, podendo receber os comerciantes que negociam esporadicamente seus produtos, ou ainda a realização de eventos. O centro de compras contará também com um amplo estacionamento, com mais de 100 vagas

Nenhum comentário:

Postar um comentário