.

.

Cinesytem

16 de dezembro de 2016

Paulo Câmara: “Arraes lutou a luta do povo”

Hoje, dia em que o ex-governador Miguel Arraes completaria 100 anos, 15 personalidades foram agraciadas com medalha comemorativa na Alepe

O compromisso com as causas populares e o olhar diferenciado do ex-governador Miguel Arraes para aqueles que mais precisam foram exaltados, nesta quinta-feira, (15.12), pelo governador Paulo Câmara. Durante cerimônia de entrega de medalhas comemorativas pelo Centenário do histórico político, na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Paulo ressaltou a importância das lições deixadas por Arraes para a construção de uma política que alcance cada vez mais pessoas.

"Considero que, nos dias de hoje, quando o Brasil é atravessado por uma crise sem precedentes, continua a ser a luta ao lado do povo o maior legado de Miguel Arraes de Alencar, ao lado de sua coerência, coragem, honestidade, determinação e o poder de gerar esperança”, afirmou o governador.

Paulo exaltou ainda a força política que Miguel Arraes tinha no Estado. “Não é forçoso afirmar que, nas últimas cinco décadas, sem desapreço a qualquer outra liderança em Pernambuco, foi a voz de Miguel Arraes de Alencar , mesmo exilado na África, a que apontou os caminhos, a que manteve mais viva a esperança”, apontou.

Filha de Miguel Arraes, a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU) Ana Arraes, homenageada com a comenda, frisou a percepção do pai em relação aos mais necessitados. “Ele percebeu as grandes camadas da população pernambucana e, a partir disso, entoava como lema e dogma o compromisso na formação da nação do País. Que esses cem anos se transformem em 200 anos de avanço”, destacou.


Também agraciado com a medalha comemorativa, o presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Siqueira, falou em nome de todos os homenageados. “Essa comenda tem um significado especial para mim, pois, mais do que homenagear quem a recebe, reconhece o político que foi Miguel Arraes. Nós nos orgulhamos do que Doutor Arraes realizou em Pernambuco”, pontuou.

Além da Ana Arraes e Carlos Siqueira, receberam a medalha, o diploma e o livro “180 Anos do Parlamento de Pernambuco” Adilson Gomes, Ciro de Andrade Lima, Pastor Edson José Machado, Geraldo Freire, Germano Coelho, Gerson Carneiro Leão, Gil Bezerra da Silva, Ivan Rodrigues da Silva, Maria Antonieta da Rocha, Maria Evangelina Campos, Ranilson Ramos, Raul Henry e o Coronel Sebastião Pereira.

O dia de homenagens ao ex-governador Miguel Arraes seguiu com a inauguração da Exposição Miguel Arraes 100 Anos, organizada pelo Governo do Estado, pelo Instituto Miguel Arraes e pelo CEPE. Também foram lançados os livros Processo de Anistia Funcional de Miguel Arraes / Operação Condor / As Brigadas Muralistas e as Campanhas de Arraes – Arte e Política na década de 80 / Pernambuco em Chamas – A intervenção americana no Brasil nos anos 1960 a 1964 / Arraes e a segunda etapa do blog Arraes Vive, com homenagem especial à Magdalena Arraes. As duas homenagens foram realizados no Museu do Estado de Pernambuco, no bairro das Graças.

Natural do Ceará, Miguel Arraes construiu sua vida pública em Pernambuco. O seu compromisso foi com a redução das desigualdades sociais, melhoria da vida no campo e a luta pela democracia brasileira. Arraes foi governador de Pernambuco por três mandatos (1963-1964; 1987-1990; 1995-1999); deputado federal por três vezes e prefeito do Recife. Ele morreu aos 88 anos, em 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário