.

.

5 de dezembro de 2016

Paulo entrega Arquivo Público de Pernambuco restaurado e mais moderno

Instituição, que passou por intervenções físicas para voltar as formas e cores originais, contará com parcerias para ganhar mais velocidade e conectividade

O governador Paulo Câmara inaugurou, nesta segunda-feira (05.12), a restauração do prédio-sede do Arquivo Público Estadual, no Centro do Recife. A reforma, que custou R$ 400 mil, possibilitou que o edifício voltasse a ter as formas e as cores originais de 1930. Além das intervenções físicas, o órgão também também passa por mudanças que proporcionarão mais velocidade e conectividade. Durante a solenidade, o chefe do Executivo estadual assinou três termos de compromisso referentes à digitalização e à gestão dos documentos. 

“O Arquivo Público de Pernambuco é uma memória viva do Estado, tendo um acervo muito grande da nossa história. Pela importância que tem, precisava passar por restaurações. E, agora, o Arquivo terá a oportunidade de estar integrado com o que está acontecendo no mundo. Tudo isso a partir da digitalização e das novas formas de arquivar”, pontuou Paulo Câmara, complementando que essa integração fará com que o órgão passe a ser mais acessível para a população.

O Arquivo Público passa a contar com convênio com a Agência de Tecnologia da Informação (ATI) para compartilhamento de espaço de arquivamento (storage) do acervo digital do Arquivo. Com a Secretaria de Planejamento/ Instituto de Gestão, a parceria se dará na disponibilização de documentos para o acervo do Centro de Referência para a Memória Administrativa de Pernambuco. Já com a pasta de Ciência e Tecnologia, o convênio permitirá a inserção do Arquivo na Rede Nacional de Pesquisa (RNP) via cabeamento em fibra ótica.

Gestor do Arquivo Público de Pernambuco, o jornalista Evaldo Costa relembrou a história do espaço, destacando que a obra significa um novo momento para a instituição, que guarda momentos capitais da história de Pernambuco ao longo dos séculos. Evaldo também enfatizou os benefícios que os convênios trarão. “Essa integração permitirá assegurar um fluxo contínuo das informações do acervo, de forma que a gente tenha a oportunidade de contar uma história de uma gestão pública inovadora”, frisou.

Também estiveram na solenidade os secretários Antônio Figueira (Casa Civil), Marcelino Granja (Cultura), Lúcia Melo (Ciência e Tecnologia), o chefe de Gabinete do Governador, João Campos, Maurício Cruz, presidente do Instituto de Gestão Pública de Pernambuco, e Romero Guimarães, presidente da Agência de Tecnologia da Informação (ATI).

Nenhum comentário:

Postar um comentário