.

.

19 de dezembro de 2016

Posse de Junior Matuto em Janeiro está mantida

Procurado por uma emissora de rádio para repercutir sobre a notícia da desaprovação das contas do prefeito Junior Matuto e de Jorge Carreiro em Paulista, o advogado da campanha, Francisco Padilha, deu uma entrevista, na manhã desta segunda-feira (19), e rebateu a informação de que o gestor não poderia assumir a prefeitura em seu segundo mandato. Segundo Padilha, o problema foi somente um erro no registro, que já foi corrigido e encaminhado para o Tribunal Regional Eleitoral em Pernambuco (TRE-PE).



De acordo com o advogado, tudo que foi apresentado pela juíza foi rebatido, item por item com o recurso apresentado pelo jurídico da campanha e a posse está mantida. “A prestação de Contas do Junior Matuto foi realmente desaprovada, mas, simplesmente por erros formais, já corrigidos com a apresentação do recurso. Já retificamos que foi um equívoco cometido por nosso contador, e já apresentamos junto com o recurso a retificadora. Não existe nada que macule as contas do candidato reeleito, Junior Matuto, porque não existe nenhum apontamento de gastos irregulares, e nenhum apontamento de doações irregulares”, esclareceu Padilha. 


Ainda segundo Francisco Padilha, a sentença da reprovação das contas não impede a diplomação, realizada na última sexta-feira (16). Ele ressaltou que o que poderia complicar seria a interposição de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral por parte do Ministério Público. “O próprio Ministério Público devolveu o que foi levado à vista e disse que não iria se manifestar sobre o recurso. E isso só mostra que em nossas contas não existe nada que venha desabonar a conduta do então candidato Junior Matuto”, completou. 


De acordo com ele, a expectativa é de que o recurso seja julgado pelos desembargadores eleitorais até o final de dezembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário