.

.

Quinta do Beijo na Cinesytem

Quinta do Beijo na Cinesytem

19 de janeiro de 2017

No prejuízo, Prefeitura do Paulista substitui containers de lixo danificados por ação de vândalos

Apesar investir em conscientização ambiental, com arte educadoras nas ruas, para conscientizar a população, a Prefeitura do Paulista continua registrando prejuízos ambientais e financeiros quanto ao descarte indevido de lixo nos containers contratados pela Secretaria de Serviços Públicos. Os coletores, que estão instalados em diversas localidades da cidade, deveriam receber apenas os resíduos domiciliares, mas tem sido usado de forma errada por parte de alguns moradores. Além disso, vândalos depredam as lixeiras, comprometendo o serviço de coleta e deixando um “rastro” de sujeira por toda parte.

Segundo levantamento da empresa contratada pela gestão municipal para realizar esse tipo de serviço, a I9 Paulista, a prefeitura investiu nos últimos seis meses pelo menos R$ 80 mil para adquirir ou recuperar containers. “Quando o governo municipal repõe um coletor danificado deixa de fazer novos investimentos no setor”, destacou o secretário de Serviços Públicos da cidade, Jaime Domingos. Em função disso, a gestão municipal iniciou um trabalho de substituição de coletores danificados. Ao todo, 80 estão sendo distribuídos em diversos bairros.

Quando implantou o sistema de coleta com containers, a cidade do Paulista contava com 953 coletores. Atualmente, 815 estão nas ruas à disposição da população. “Com o passar do tempo, identificamos que em algumas localidades se tornou inviável manter uma lixeira desse tipo por conta das ações de vândalos. Temos casos de lixeiras com os pés arrancados, lixeiras queimadas, danificadas por conta de excesso de peso, com tampas arrancadas, além dos casos de furto”, revelou o gerente operacional da I9, Lindeilson Almeida.

Paralelamente ao trabalho de substituição, a Secretaria de Serviços Públicos também mantém equipes nas ruas para acabar com pontos crônicos de lixo, conscientizando moradores com a implantação de coletores. Nesta quinta-feira (19.01), o trabalho contemplou a Rua Irã, no bairro da Conceição. Além disso, os funcionários percorreram alguns pontos estratégicos, como a Av. Manepá, no Engenho Maranguape, e rodovia PE-22, na Conceição. Nesses locais, as lixeiras foram trocadas por novas.

LIMPEZA – Todos os containers espalhados pela cidade possuem as mesmas características e capacidade para suportar até 400 kg. Feito de material em PVC, o coletor pode ser danificado, por exemplo, se ao invés de receber lixo domiciliar, o morador depositar resíduo de construção civil, como metralha. O cuidado com a lixeira deve partir de todos, inclusive, da gestão municipal que mantém uma equipe exclusiva para checar a situação deles, que são lavados com shampoo biodegradável com frequência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário