.

.

Cinesytem

10 de fevereiro de 2017

Em Paulista, pacientes contam com tratamento de Auriculoterapia

A auriculoterapia, uma técnica de tratamento que consiste na aplicação de adesivos com sementes de mostarda, cristais ou esferas em pontos específicos da orelha associados ao funcionamento dos órgãos, está disponível na rede pública de saúde do Paulista desde novembro do ano passado. A técnica milenar chinesa trata de dores pelo corpo; distúrbios hormonais; doenças no pulmão, coração, intestino; e problemas emocionais como ansiedade, insônia e transtorno compulsivo alimentar.

Ofertada pela equipe de profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), a auriculoterapia vem sendo cada vez mais procurada pelos usuários. É o caso de Maria Tereza dos Santos, de 72 anos. A aposentada faz tratamento na USF Edgar Alves, em Engenho Maranguape. “Procurei a terapia porque sofria de insônia e dores pelo corpo. Já tinha ido a vários médicos. Hoje em dia não sinto mais dor. Durmo a noite toda e estou mais disposta”, conta a paciente.

De acordo com a educadora física do Nasf, Luciana Albuquerque, que desenvolve a terapia chinesa nas unidades do Território 4 (área das praias), a auriculoterapia está ajudando na saúde pública do município. A população está aceitando de forma positiva a técnica. Estamos tendo bons resultados. O tratamento está surtindo efeito ocasionando diminuição das queixas dos pacientes”,concluiu.

As pessoas interessadas em ter acesso tratamento da auriculoterapia podem encontrar nas unidades de saúde do Território 4 (área das praias), Território 1 ( Jardim Paulista, Paratibe, Artur Lundgren I e II) e Território 3 ( Maranguape I, II e Alameda). No município, seis profissionais da rede de saúde foram capacitados pela Universidade Federal de Santa Catarina em parceria com o Ministério da Saúde para aplicar a técnica entre os pacientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário