.

.

Cinesytem

16 de fevereiro de 2017

Governo de PE e FIDA avançam em projeto de desenvolvimento rural

Acordo de Cooperação Técnica vai resultar em um contrato de U$ 40 milhões destinados a ações de desenvolvimento e combate à pobreza rural que vão beneficiar 35 mil famílias

O governador Paulo Câmara, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, Hardy Vieira e Leonardo Bichara, oficiais de programa do FIDA no Brasil, assinaram nesta quinta-feira (16/02), o memorando da Missão do Desenho Detalhado do Projeto, que culminará com a assinatura de um contrato de U$ 40 milhões a serem investidos no Agreste e zona da Mata. O acordo de cooperação financeira com o FIDA - Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, instituição ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), visa garantir o fortalecimento da agricultura familiar através do combate à pobreza rural e a produção de alimentos.

A assinatura é resultado da missão de dez dias, com uma representação de 11 especialistas do FIDA, realizando visitas técnicas e de campo nos municípios. Assim como, do empenho do Governo de Pernambuco que, por meio da secretaria de Agricultura, vem cumprindo com todas as etapas e requisitos desde a assinatura do protocolo de intenções em novembro de 2015. "Estamos trabalhando para garantir a máxima celeridade em todas as etapas porque esse projeto vai potencializar o desenvolvimento rural", pontuou o secretário Nilton Mota.

O projeto vai beneficiar 35 mil famílias com ações de caráter organizacional das instituições rurais, de regularização fundiária, de assistência técnica, acesso a água, investimentos em diversificação produtiva e comercialização. Dentro do público alvo, mulheres, jovens, comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas) e famílias assentadas da reforma agrária terão prioridade. "Esse é o primeiro projeto do FIDA que atua em regiões que não integram o semiárido. Demonstramos o potencial produtivo da zona da Mata e reforçamos o empenho do governador Paulo Câmara em levar o desenvolvimento rural a todas as regiões do Estado", concluiu o secretário Nilton Mota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário