.

.

Quinta do Beijo na Cinesytem

Quinta do Beijo na Cinesytem

14 de fevereiro de 2017

Matuto apresenta ações do Paulista no combate à violência na reunião do governador com prefeitos da RMR


Depois da reunião, Junior Matuto destacou a atitude do governador e disse que alguns estão se aproveitando e fazendo deste momento de crise um cavalo de batalha para se viabilizarem politicamente.

O prefeito do Paulista, Junior Matuto, apresentou na reunião convocada pelo governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas, na tarde desta segunda-feira (13.02), as ações desenvolvidas pelo município em parceria com o 17º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança no Litoral Norte. Matuto foi aplaudido pelos demais prefeitos quando apresentou o que vem desenvolvendo na cidade para garantir mais segurança para a população, a exemplo do programa de monitoramento através de 16 câmeras nas principais vias de entrada da cidade; O Programa Crack é Possível Vencer e o número 153, que a população pode denunciar os casos de violência.

O governador Paulo Câmara abriu a reunião fazendo uma apresentação do Pacto Pela Vida. O gestor afirmou que o programa é uma política construída com a participação de todos os poderes e que fez Pernambuco ser o único estado da Federação a reduzir por sete anos consecutivos os números de homicídio. Na ocasião, ele destacou que com a crise econômica que atingiu o país em 2014, aumentou o desemprego e colocou um grande número de famílias em situação de vulnerabilidade. Esta crise e o tráfico de drogas, segundo o governador, são fortes componentes para o aumento da violência. Por isso, decidiu organizar este encontro que envolveu o secretariado estadual das pastas responsáveis pela segurança e por ações de prevenção à violência, além dos comandantes da Polícia Militar, dos Bombeiros Militar, e da Polícia Civil, para aprofundar a discussão e buscar resultados mais satisfatórios.

De acordo com Câmara, já existem parcerias firmadas com diversos municípios que precisam de mais apoio para reforçar as ações desenvolvidas. “Temos bons exemplos de programas que funcionam nos municípios e que já estão com resultados importantes, como Recife e Paulista. O que precisamos é reforçar estes programas para garantir respostas mais rápidas para a população. Todos nós sabemos, diante dos desafios da necessidade de estarmos conversando, de estarmos realizando ações conjuntas e parcerias em favor não apenas da segurança pública, mas em favor realmente da população mais vulnerável,” afirmou Paulo, pontuando os avanços que aconteceram nas políticas sociais, reconhecendo a necessidade de avançar ainda mais. O governador adiantou ainda que o efetivo da PM vai receber um reforço de 1,5 mil homens com a finalização do concurso para PMs, além do aumento de policiais civis, a partir do segundo semestre deste ano. Além desta reunião com os gestores das cidades da RMR, outras serão realizadas com os prefeitos da Zona da Mata, Agreste e Sertão Pernambucano. 

O Secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil Manoel Alencar, que acompanhou o prefeito na reunião, apresentou os programas desenvolvidos pela gestão do Paulista e comemorou a notícia das ações de prevenção que o governo vai desenvolver nos municípios. “Vamos receber ações de prevenção nas escolas, que vai envolver alunos de 5º ao 7º anos, beneficiando entre sete a oito mil crianças já de imediato. E o trabalho de prevenção é muito importante, porque prepara cidadãos que estarão fora da criminalidade, defendendo uma cultura de paz,” ressaltou Alencar.

Junior Matuto destacou a atitude do governador em reconhecer a importância que os municípios têm neste processo. “O país está vivendo um período de recessão, de desemprego e a violência aumentando, e a gente sabe que as coisas acontecem no município, nas comunidades, nos bolsões de pobreza. Então, o governador chama a responsabilidade da segurança para ele, mas reconhece a relevância de cada prefeito, de cada gestor municipal e a importância dessa parceria para o bem de todos. E aí o que ficou claro é que não existe posição partidária, nem podemos passar para a sociedade o que alguns querem fazer, se aproveitar desse momento de crise e fazer um cavalo de batalha para se viabilizarem politicamente”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário