.

.

28 de março de 2017

Educação aposta na reforma e revitalização de escolas para garantir mais conforto a estudantes e servidores

A Secretaria de Educação do Paulista reforçou o quadro de funcionários do departamento de Manutenção. Com a iniciativa, as equipes do setor estão tendo a possibilidade de atuar em várias unidades de ensino ao mesmo tempo para atender as demandas dos gestores escolares. O foco é cuidar da estrutura física das escolas, por meio de reformas ou revitalizações, para garantir mais conforto aos estudantes e aos servidores. Uma ação que é considerada estratégica pela gestão municipal.


Atualmente, quatro escolas da rede estão recebendo cuidados por parte da equipe de Manutenção. Na Escola Municipal Alga Marina, em Arthur Lundgren I, os profissionais já realizaram a pintura das paredes; reparos na rede elétrica e hidráulica; instalação de uma caixa d’água; e ajustes no piso da quadra. O trabalho será concluído nos próximos 15 dias. No local, estão matriculados 389 estudantes.

Três deles são filhos da jovem Maria Daniele Ferreira da Silva. A doméstica, que sempre vai buscar os pequenos na hora da largada, adorou a reforma da escola. "Não tenho o que falar da Alga Marina. Essa escola é muito boa. E a reforma chega em boa hora porque está melhorar a estrutura sem atrapalhar as aulas. Isso é excelente pra todo mundo", frisou. 

Já na Escola Municipal Jandira Wanderley, na comunidade do Chega Mais, no Loteamento Conceição, o serviço se concentra na revisão da rede elétrica e do sistema hidráulico; instalação de ventiladores; além do abastecimento d’água da unidade. A recuperação da cisterna, que apresentava problemas com infiltrações, já está sendo finalizada. O próximo passo será a revisão do sistema de esgoto.

Paralelamente, outras duas unidades estão sendo beneficiadas: o Colégio Municipal José Firmino da Veiga e a Escola Gov. Carlos Wilson Campos. O coordenador do departamento de Manutenção, Gilmar Marcolino Vieira, explicou que atualmente 20 profissionais de diversas áreas estão envolvidos na recuperação dos centros de ensino.

“São pintores, pedreiros, marceneiros, gesseiros, serralheiros. Juntos, eles atuam nas escolas dentro de uma programação definida pela Secretaria de Educação. Trata-se de um trabalho muito importante para quem trabalha ou estuda na rede municipal. Por isso, pedimos a comunidade escolar que nos ajude no sentido de manter a escola sempre bem cuidada”, reforçou o funcionário, que conta com o apoio de alguns auxiliares, entre eles, Leonardo Amorim e Wilson José da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário