.

.

21 de março de 2017

Unidade de Saúde da Família Jurandir Freire I recebe ação de combate à Tuberculose

Antecipando o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, celebrado na próxima sexta-feira (24.03), a Prefeitura do Paulista, através da Secretaria Municipal de Saúde, deu início a uma série de ações nas unidades de saúde da cidade. Nesta terça-feira (21.03), quem compareceu à Unidade de Saúde da Família Jurandir Freire I, na Praça Emílio Russel, em Maranguape I pôde assistir uma palestra e realizar exame gratuito para diagnóstico da doença.

As orientações sobre os principais sintomas da Tuberculose transmitida pelo bacilo de Koch que ataca principalmente, os pulmões, provocando sintomas como tosse constante, febre e perda de peso foram ministradas pela diretora da Vigilância Epidemiológica Ana Márcia Drechsler.

A ação teve como objetivo prevenir o surgimento de casos de Tuberculose no município e identificar os sintomáticos respiratórios, que são pessoas com tosse há mais de três semanas.

A dona de casa Maria do Carmo Gonçalves, 48 anos, disse que quando tosse sente dores no peito e por isso realizou o exame para ficar mais tranquila. “Moro pertinho do posto e aproveitei a oportunidade porque é melhor a gente prevenir qualquer doença”, frisou.

Já o gesseiro Diego Leonardo, 29 anos, teve diagnóstico de tuberculose há três meses. Imediatamente procurou à USF Jurandir Freire I. “Desde que comecei o tratamento não sinto mais febre por isso pretendo seguir todas as recomendações para obter a cura”, disse. 

De acordo com a coordenadora do programa de combate à Tuberculose na cidade, Cecília Silva, as pessoas precisam ficar atentas aos primeiros sintomas da doença e procurar uma unidade de saúde. “A tuberculose é uma enfermidade grave, mas quando diagnosticada logo no início, o paciente tem 100% de chance de cura”, argumentou.

A campanha ainda contempla outras unidades de saúde: USF Torres Galvão, na Vila Torres Galvão; USF Edgar Alves I e II, no Engenho Maranguape; e no Programa de Agentes Comunitários de Saúde Hélio Inácio (PACS), em Jardim Paulista Baixo.

A iniciativa conta com o apoio da equipe do Centro de Endemias e Análises Médicas do Paulista, que ficará responsável pela verificação dos exames de baciloscopia. Os resultados serão entregues nas unidades de saúde após o período de análise. Os casos confirmados serão encaminhados ao Centro de Saúde Manoel Caldas, em Artur Lundgren I, para início do tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário