.

.

Quinta do Beijo na Cinesytem

Quinta do Beijo na Cinesytem

16 de maio de 2017

Após eliminar ponto crítico de lixo, Paulista aposta em ação educativa para sensibilizar a população

Apesar do trabalho de conscientização desenvolvido pela direção da Escola Municipal Maria Luzia Pessoa de Andrade, em Paratibe, moradores da comunidade insistiam em despejar resto de construção e lixo na calçada lateral da unidade de ensino. O acúmulo de material no local sempre era recolhido pelas equipes da Diretoria de Limpeza Urbana, mas, pouco tempo depois, voltava a se tornar um ponto crítico de lixo. Diante dessa situação, as secretarias municipais de Serviços Públicos e Educação firmaram uma parceria para acabar com o ponto crítico de lixo e sensibilizar a população.

O Vereador Eudes Farias que solicitou os serviços, parabenizou a gestão pela ação
Na manhã desta terça-feira (16.05), homens da prefeitura realizaram a retirada de todo o material despejado no local. O trabalho contou com o apoio de uma retroescavadeira e um caminhão caçamba. Para evitar que a lateral da escola volte a ficar suja, arte educadoras vão realizar um trabalho, em parceria com os estudantes, para sensibilizar a população. A ideia é de que a criançada chame a atenção da comunidade para o descarte correto do lixo. Os moradores também serão alertados quanto aos dias e horários da coleta. A iniciativa terá início nesta quarta-feira (17).

Acompanhado a ação em Paratibe, o secretário de Serviços Públicos do Paulista, Jaime Domingos, disse que esse tipo de ação já beneficiou outras localidades. “Esse é o tipo de trabalho que tem conquistado o apoio de grande parte dos moradores. Foi assim em Maranguape I, Engenho Maranguape, Riacho de Prata, entre outros. Vamos continuar investindo nisso porque acreditamos que é possível trazer a comunidade para o nosso lado”, frisou.

Um dos moradores mais antigos da comunidade, o motorista de coletivo, Beto Lima, aprovou a ação da prefeitura. “Essa ação da prefeitura é muito importante. Agora é uma pena que a população ainda jogue todo tipo de material aqui na escola. Eu mesmo já passei por uma situação que não esqueço. Teve um dia que fui reclamar com um indivíduo que estava colocando lixo e ele chegou a puxar uma faca pra mim. Que situação horrível. Espero que isso acabe de vez”, relatou.

Satisfeito com o trabalho na escola, o vice-gestor da unidade de ensino, Eudes Pavel, revelou que o lixo estava gerando uma preocupação extra. “Normalmente quando existe um acúmulo de material assim é comum aparecer ratos, baratas e escorpiões. Aqui na escola nunca tivemos problema com isso, mas sempre existia essa dúvida. Agora, vamos aproveitar que está limpo para sensibilizar a comunidade. Ao longo dessa semana estaremos nas ruas com os alunos para alertar a população”, assegurou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário