.

.

Cinesytem

18 de maio de 2017

Ato reascende combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

Dar um grito de alerta contra o abuso e exploração sexual da criança e do adolescente, é um dos objetivos de instituir o dia 18 de maio como uma data que marca essa luta. Em Paulista, crianças e adolescentes participaram de uma caminhada, nesta quarta-feira (18.05) Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, saindo da antiga sede do CREAS, no Centro do Paulista, até a praça João XXIII também no centro da cidade. 

Na ocasião, integraram a caminhada várias instituições ligadas à Secretaria de Políticas Sociais e Esportes do Paulista, como: Associação Pau Amarelo; Associação Santa Clara; Casa Hebert; Cavida; Center; Centro de Reabilitação Anjo da Guarda; Creche Escola Jesus de Nazaré; Creche Escola Maria de Nazaré; Creche Escola Nossa SEnhora do Ó; Escola Comunitária Vovó Tita; Instituto Criança Feliz; Instituto Dom Helder. Além destes, também estiveram na caminhada representantes do Comcap; Conselho Tutelar; e do Creas.

"Aqui no município, que é uma marca da gestão Junior Matuto, sempre destacar todos esses eventos, não só no 18 de maio, como também fazemos campanha no carnaval, realizamos ações no dia 12 de junho, que é contra o trabalho da criança e o adolescente. Hoje especificamente, fazemos uma caminhada, na qual são reunidas todas as instituições conveniadas do município. Saímos aqui e vamos em direção a prefeitura, passando principalmente pelo centro comercial", ressaltou Aldo Araújo, coordenador de Serviço de Convivência da Secretaria de Políticas Sociais.

A dona de Casa, Vera Lúcia Alves da Silva, de 41 anos, foi uma das mães que prestigiaram o ato juntamente com sua filha. "Me sinto feliz por participar.Principalmente por que a gente sabe hoje em dia como está esse negócio de abuso sexual. Quem tem criança tem de olhar, estar atenta. É importante esse grito de alerta, para ver se para de vez. Criança é pra brincar de boneca. Eu mesmo tenho quatro filhas, e não deixo com ninguém, pois não dá pra confiar", declarou dona Vera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário