.

.

Cinesytem

31 de maio de 2017

Controladoria treina gestores para garantir mais participação popular no Portal da Transparência do Paulista

Criado em 2015, o Portal da Transparência da Prefeitura do Paulista é uma importante ferramenta de gestão, que funciona como um canal de comunicação pelo qual a população têm assegurados seus direitos previstos na Lei de Acesso à Informação (LAI). Pensando em sempre proporcionar uma satisfatória interação entre a sociedade e o poder público, os servidores da gestão passam por treinamentos de atualização para poder utilizar melhor essa ferramenta, como aconteceu nesta quarta-feira (31.05), com o treinamento promovido pela Secretaria da Controladoria, Planejamento e Gestão do Paulista. O encontro aconteceu no auditório da Secretaria de Saúde, no Centro do Paulista, e reuniu autoridades de cada secretaria da gestão municipal.

Na ocasião, foram abordados alguns tópicos como: atribuições das autoridades da LAI; passo a passo do pedido de informação; punição pelo descumprimento da Lei de Acesso à Informação; acesso ao sistema; acompanhamento do pedido de informação; respondendo uma solicitação de informação; direcionando uma solicitação de informação; e fazendo upload dos arquivos ao portal.

Segundo explicou o secretário da Controladoria, Planejamento e Gestão, Joaquim Melo, além de uma ferramenta de gestão, o portal se configura ainda como uma ferramenta de controle social. “É uma forma de a população participar de todas as ações do governo, e saber como está ocorrendo a gestão. Então, por meio do portal, o cidadão pode ter acesso a diversas informações e isso faz parte do processo de abertura para o cidadão participar da atuação governamental”, ressaltou Melo.

De acordo com a secretária executiva da Controladoria, Socorro Silva, este é terceiro encontro envolvendo as três autoridades com acesso para alimentar e responder às solicitações do Portal, de cada secretaria, sendo elas: administrativo, monitoramento e classificação. “Essas pessoas normalmente é quem trabalham no dia a dia, então é necessário esse encontro para que elas sejam envolvidas e tenham mais aproximação com o sistema, que é regido pela Lei de Acesso à Informação”, explicou Socorro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário