.

.

Quinta do Beijo na Cinesytem

Quinta do Beijo na Cinesytem

8 de maio de 2017

Em Paulista, Faculdade oferece curso gratuito para crianças com Síndrome de Down

Em sua primeira edição, o projeto Social Chef é uma iniciativa da Faculdade Joaquim Nabuco, campus Paulista Centro

Muitas brincadeiras e experimentos culinários. É nesse tom de leveza e diversão que crianças com Síndrome de Down poderão aprender noções de conteúdos matemáticos. Esta é a proposta do projeto Social Chef da Faculdade Joaquim Nabuco, campus Paulista Centro, que vai oferecer um curso gratuito sobre Grandezas e Medidas aos pequenos na próxima quinta-feira (11). O projeto acontecerá no auditório do Bloco A da instituição, às 14h. Podem participar crianças a partir de 5 anos de idade que devem ser inscritas pelos pais até esta quarta-feira (10), através de formulário digital.

A iniciativa será realizada semestralmente com o objetivo de desenvolver a autonomia e integração social de crianças com Síndrome de Down, através de atividades lúdicas. Nesta primeira edição do curso, os pequenos vão preparar receitas culinárias que os ajudarão a entender de forma mais clara sobre fundamentos básicos de conteúdos matemáticos. A aula será ministrada por monitores do curso de Pedagogia da instituição que estarão sob a orientação do Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP). Para Aeilane Silva, pedagoga responsável pelo NAP, este projeto é importante para a sociedade e também para a comunidade acadêmica. “Entende-se que um momento como este é importante para estreitar a ‘distancia’ entre a produção de conhecimento científico e comunidade local”, pontua.

Quem já está inscrita no projeto é Marília Adrielly. Com apenas 6 anos de idade, ela já tem uma rotina bastante ativa, contando sempre com exercícios que ajudam a desenvolver o seu físico. Assim que o pai da garotinha, Jefferson Santos, soube da iniciativa a inscreveu por saber que esta atividade ajudaria no desenvolvimento intelectual dela. “Marília é uma menina muito ativa, faz até natação. Quando conheci o Social Chef, vi que seria uma ótima oportunidade para trabalhar mais na inclusão social dela, além da autonomia”, comenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário