.

.

11 de maio de 2017

Secretaria de Educação promove encontros do Propaz nas Escolas do Paulista

Promover uma cultura de paz nas na comunidade escolar: esse é o grande objetivo do Propaz nas Escolas, um programa que é uma iniciativa da Secretaria de Educação do Paulista, em parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Nesta quinta-feira (11.05), 12 escolas municipais deram início, simultâneamente, aos encontros do Propaz, reunindo gestores, professores, orientadores, dentre outros funcionários das escolas, juntamente com uma comissão de mediação de conflitos formada por alunos destas unidades. 


De acordo com a professora Maria Mônica Diniz, coordenadora do Propaz na Escola Firmino da Veiga, o intuito do programa é que a escola seja o marco inicial para introduzir a cultura de paz. Ela explicou que depois que formam comissões de mediação, os próprios alunos podem estender e ser disseminadores desse programa, tanto na unidade escolar, como na comunidade aonde eles vivem e até mesmo na família onde eles estão inseridos.

“Mensalmente a gente está voltando para fazer outra formação e para fazer também as orientações para a próxima etapa. Eles vão ficar com atividades para ser realizadas durante esse período que a gente não está. Eles vão poder fazer panfletagem, correio da paz, recreio musical, e festival de paródias. A resolução das atividades que eles vão ter de fazer fica com eles. A gente só orienta, e eles vão, escolhem e fazem. Um mês depois a gente volta, faz outra formação”, explicou a professora .

Um dos alunos que estão atuando como mediador de conflitos é o estudante Lucas Wallacy Oliveira da Silva, de 14 anos. Ele está cursando o 6º ano B da Escola Firmino da Veiga, no Centro do Paulista, e em diversas situações ele colocou seu conhecimento em prática com seus colegas. 

“O mundo está diferente do que era antes, e esse projeto é bom, pois, como tem muita briga, muita confusão, o Propaz vai servir para acalmar. E Para fazer nossa parte, cada um pode ajudar tentando evitar brigas, confusões, para a gente poder evoluir e se tornar uma geração mais amada”, disse Wallacy. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário