.

.

29 de julho de 2017

Cultura de Pernambuco sai fortalecida do 27º FIG com assinatura decreto para maior participação social nas políticas públicas

Para fortalecer e valorizar a cultura pernambucana, o governador Paulo Câmara assinou, nesta sexta-feira (28.07), durante o 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), o decreto que convoca a 4ª Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco. A iniciativa visa ampliar e democratizar os processos de participação social nas políticas públicas de cultura, além de consolidar o Sistema Estadual de Cultura de Pernambuco. A memória de Ariano Suassuna também mereceu destaque, com o ato de assinatura do termo que denomina como o palco de Cultura Popular será chamado daqui por diante.


“Esse decreto dará um rumo para o futuro da cultura do nosso Estado. É um passo importante para que ela seja preservada para as futuras gerações. Com isso, temos a certeza de que estamos construindo um Pernambuco melhor para o nosso povo. É com a cultura que vamos continuar a ajudar o povo a se formar melhor e a ficar mais antenado com o futuro que a gente quer para a nossa população”, afirmou o governador Paulo Câmara, acrescentando que a conferencia, que busca ouvir as pessoas e os artistas, terá como tema geral “Um Plano Estadual de Cultura de Pernambuco”. Nos próximos nove meses, serão realizadas 12 pré-conferências regionais – sendo uma em cada Região de Desenvolvimento do Estado – que irão abranger todos os segmentos culturais. Entre eles: artes visuais, artesanato, audiovisual, cultura popular, literatura, música e teatro.

O governador também agradeceu à Secretaria de Cultura e à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) pela forma como têm tratado a cultura de Pernambuco e feito com que festivais como o FIG se consolidem cada vez mais. “O festival de inverno de Garanhuns tem um clima que mostra como Pernambuco é rico, como o povo pernambucano sabe fazer e curtir e a cultura do Estado. Isso vale para todas as expressões artísticas. Essa foi uma semana de intenso movimento cultural, ao mesmo tempo, de geração de emprego e renda, mostrando a importância desse setor”, frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário