.

.

Cinesytem

17 de julho de 2017

Novo sistema de bicicletas compartilhadas e ampliação da rede cicloviária dão mais prioridade ao ciclista na RMR

Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Estado, e a Prefeitura do Recife anunciaram duas medidas para tornar o Recife uma cidade cada vez mais estruturada para os ciclistas. Nos próximos meses, a secretaria coloca em prática um novo Bike PE, sistema de compartilhamento de bicicletas, mais moderno, funcional e tecnológico. Em parceria com a Tembici, nova gestora do programa, e o Banco Itaú Unibanco, patrocinador do Bike PE desde a sua criação em 2013, o novo sistema é inovador e coloca a capital pernambucana como a primeira cidade brasileira a receber esse tipo operacional. Além disso, a Prefeitura do Recife anunciou a ampliação da rede de rotas cicláveis com a programação de instalação de duas novas ciclofaixas permanentes na cidade, em Jardim São Paulo e Santo Amaro.

A nova versão do Bike PE ganha uma roupagem com equipamentos mais sofisticados. “É com grande satisfação que trazemos essa novidade para o povo pernambucano, que há alguns anos colocou a bicicleta como um modal do dia a dia. O novo Bike PE vem para contemplar essa parcela da população que só cresce e busca mais conforto e praticidade ao utilizar as ‘magrelas’. Nossa expectativa é que o número de viagens aumente consideravelmente para alcançar a casa dos 80 mil por mês”, ressaltou o secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras.

A partir de setembro, os usuários pernambucanos vão encontrar pelas ruas da RMR estações e bicicletas completamente diferentes das já existentes. As bikes serão mais resistentes e confortáveis, terão bancos mais reguláveis, luzes reflexivas, bagageiros integrados e adaptáveis com extensores elásticos para prender objetos. Serão 80 estações com 1.600 vagas e um total de 800 unidades disponíveis. O sistema, que foi importado do Canadá, é consolidado e tem unidades por grandes centros urbanos mundiais, como Nova Iorque (EUA) e Londres (Reino Unido).

Outra grande novidade do Bike PE é a utilização de “docks” ou conexões individuais para abrigar as bicicletas. Cada uma terá o seu próprio compartimento de depósito, ou seja, as estações serão moduladas e não mais uma estrutura única. A liberação das bikes será, dessa forma, individualizada. Essa é também uma forma de reduzir possíveis vandalismos e roubos das bicicletas. Da mesma forma, haverá um botão para ser acionado e alertar à gestão caso o usuário perceba danos ao equipamento.

Outro ponto que muda a partir deste momento é o modo de utilização. Os usuários terão a oportunidade de utilizar o cartão de crédito e/ou débito diretamente na estação para utilizar as bicicletas. Os planos também aumentaram para passes de três dias e anual, além dos já existentes passe mensal e diário. Em cerca de 30 estações do Bike PE haverão totens para cadastro físico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário