.

.

18 de agosto de 2017

Em Paulista, escola rosa Amélia recebe o Propaz

O encontro do Propaz, Programa do Ministério Público de Pernambuco, implantado pela Prefeitura do Paulista para levar às escolas a cultura da paz, que aconteceu na manhã desta sexta-feira(18.08), foi marcado por apresentações culturais, através de uma roda de músicas, reunindo alunos, educadores e gestores da Escola Municipal Rosa Amélia, no Janga. A conversa transcorreu sobre a mediação de conflitos, com a proposta de amenizar os conflitos de relações dentro das unidades de ensino.


Simone Barros, professoras responsáveis pela formação de paz dos alunos, afirma que a música é boa para a vida, boa para tudo. “A música tranquiliza, traz mais ideias, ela faz com que os alunos se sintam a vontade, faz com que coisas boas aconteçam”, assegurou.

Os formadores passaram para a comissão de alunos, algumas dicas de comportamento que ajudam na mediação de conflitos, tais como: saber ouvir, ser imparcial quando acontece o conflito, lembrar a importância do sigilo, não tomar partido, agir pela conciliação, e acima de tudo, levar a cultura de paz não só para a sala de aula mas para cada momento dentro da escola. O intuito é de transformar os alunos em pontos de paz, para que eles possam ajudar nas filas da hora do recreio, confeccionar cartaz incentivando a paz, colocar músicas nos recreios, e o mais importante: ser exemplo positivo.

A aluna Alice Victória, contou a sua própria experiência com o programa. “Tinha uma aluna novata na minha sala, e ela era excluída do grupo de convívio e depois desse projeto ela se tornou minha melhor amiga”, declarou. Ela contou também que aprendeu a ouvir e silenciar nos momentos que são necessários para evitar discussão. Hoje, Alice se preocupa com os amigos, “procuro saber se acordaram bem, e dou sempre bom dia, essas atitudes podem fazer a diferença”. Concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário