.

.

1 de setembro de 2017

Junior Matuto articular com Fred Amâncio cobertura do Patrulha nas Escolas para as unidades de ensino do Paulista.

Os entornos das escolas são alvos preferenciais de criminosos e de traficantes de drogas. Baseado nisto, o prefeito do Paulista Junior Matuto apresentou ao secretário estadual de Educação, Fred Amâncio um projeto para estender a atuação do Programa Patrulha nas Escolas, dando cobertura de combate e prevenção à violência também nas unidades de ensino do município. Este encontro aconteceu no final da manhã desta quinta-feira, 31.09, na sede da secretaria, no Bairro da Várzea, no Recife.


Na reunião que aconteceu no gabinete do gestor estadual, o secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil do Paulista, Manoel Alencar, adiantou que conseguindo integrar as ações do município com programas do governo estadual, vai fortalecer o combate a violência nas cidades e no estado. “A gestão Junior Matuto vem investindo pesado na prevenção e combate à violência, com câmaras de monitoramento, programas como o Crack é Possível Vencer e nosso aplicativo, que a população usa para denunciar em tempo real as ocorrências de violência. Se temos mais este instrumento que é o Patrulha Escolar, vamos conseguir fechar um cerco sobre importantes áreas de atuação da criminalidade.” Assegurou Alencar.

O secretário-executivo de Políticas para o Desenvolvimento Social do Estado, o ex-prefeito Yves Ribeiro, participou do encontro representando o Fórum Comunitário de Segurança, formado por sete municípios da Região Metropolitana Norte, que inclui as cidades de Olinda a Araçoiaba, ele avalia que este projeto piloto que Paulista está apresentando será importante para outros municípios da região. “se conseguirmos fechar esta parceria, ampliando a atuação do Patrulha nas Escolas no Paulista, será um espelho para outros municípios adotarem também.” Adiantou.

Fred Amâncio, secretário de educação, adiantou que a proposta é muito boa. Mas que o Patrulha nas Escolas sofreu uma descontinuidade, por conta de uma reformulação do sistema de gratificações que mantém o programa, mas que já está sendo regularizado. “Na verdade, o programa é coordenado pela secretaria de Defesa Social. Nós, aqui na Educação, indicamos os pontos críticos para definir os locais de atuação do programa. Esclareceu Amâncio, que terá uma reunião na próxima segunda-feira, 04.09, com o secretário de Defesa Social Antônio de Pádua, para avaliar a possibilidade de atender ao pleito do prefeito do Paulista.

Junior Matuto por sua vez, saiu confiante do encontro. “A população mesmo sabendo que não é atribuição do prefeito garantir segurança, mas não temos como fugir da responsabilidade. afinal, tudo acontece no município. o politico mais próximo da população com poder de execução é o prefeito. Então, somos cobrados por tudo. Já tomamos diversas medidas, como a municipalização da iluminação, para aumentar a sensação de segurança da população. Já investimos em diversas ações, como o vídeo monitoramento e o aplicativo de denuncia de violência, mas a gente sabe que não tem sido suficiente porque a violência é um problema social que está generalizado. Por isso, viemos buscar esta parceria com o governo Paulo Câmara, através da Educação e da Defesa Social para garantir mais segurança no entorno de nossas escolas. Estamos confiantes que vamos conseguir. Finalizou Junior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário