.

.

13 de agosto de 2017

Prefeitura do Paulista e Polícia Militar definem estratégias para prevenir à violência nas escolas

A Prefeitura do Paulista e a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) estão engajadas para promover a cultura de paz nas escolas. Graças a um convênio já celebrado entre as duas instituições, as unidades de ensino da rede municipal, estadual e particular da cidade serão beneficiadas por ações de prevenção à violência. Os detalhes desse trabalho conjunto foram tratados nesta sexta-feira (11.08) durante reunião na sede da Secretaria de Segurança Cidadã e Defesa Civil, no Centro da cidade. A parceria entre a administração municipal e a PM vai resultar na implantação do projeto Pacto Pela Prevenção. 


A iniciativa, que possui diversas frentes de trabalho, terá início com a chegada do Patrulha Escolar, onde viaturas da PM ficarão à disposição para atender as ocorrências nas escolas. A ideia é de que elas sejam, inclusive, monitoradas pelo Centro Integrado de Segurança (CIS), podendo ser acionadas pelos Guardas Municipais e Policiais Militares do 17º BPM a qualquer momento. Atualmente, esse trabalho vem sendo feito pelas equipes da Patrulha Cidadã – uma iniciativa que será potencializada. 

Os casos de violência nas escolas não serão os únicos alvos da ação integrada. Esse trabalho também terá um papel fundamental na formação de estudantes mais conscientes sobre a temática da criminalidade. As escolas serão envolvidas nas ações do Programa de Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). Neste mês de setembro, 50 policias militares, entre facilitadores e discentes, que irão atuar nas unidades ensino, serão formados. Num segundo momento, a capacitação será para os guardas municipais. A ideia é de que os gestores e professores também sejam beneficiados.

Um dos responsáveis pela formalização da parceria com a Polícia Militar, o secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil, Manoel Alencar, explicou que esse trabalho será muito importante para a política se segurança estadual. “Sabemos da importância do envolvimento dos municípios na questão da segurança pública. Mesmo não sendo uma atribuição constitucional, as gestões municipais precisam desenvolver ações nesse sentido. Temos convicção que Paulista está no caminho certo, e com o apoio da PM terá condições de ajudar na redução dos índices de violência e criminalidade do Pacto Pela Vida”, frisou.

A reunião desta sexta-feira (11.08) contou com a presença do tenente-coronel, Mardonney, da Diretoria de Articulação Social e Direitos Humanos da PM; do Major PM, Jairo Freitas, do Proerd; e os professores Alamy Verrissímo, da coordenação do Proerd Paulista; e Mozart S, da Diretoria de Projetos.

APLICATIVO - Aproveitando a visita ao município, os representantes da Polícia Militar tiveram a oportunidade de conhecer o App de celular Paulista Conectado. A ferramenta digital, que pode ser baixada em um smartphone e usada gratuitamente, serve como elo entre a gestão pública e o cidadão. Por meio dela, os moradores da cidade podem denunciar casos de violência, assaltos, homicídios, postes com lâmpadas apagadas, entre outros. Atualmente, quatro mil pessoas já baixaram o programa. As denúncias registradas chegam aos profissionais que atuam no CIS. Eles ficam responsáveis por adotar as medidas necessárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário