.

.

3 de agosto de 2017

Vigilância Sanitária e Conselho Regional de Educação Física notificam academias de ginásticas em Paulista

Dando continuidade ao trabalho de fiscalização, a Vigilância Sanitária do Paulista e o Conselho Regional de Educação Física (CREF/PE) notificaram nesta quinta-feira (03.08) mais quatro academias de ginástica com irregulares nos bairros de Maranguape I e Alameda Paulista. Os estabelecimentos estavam sem as documentações necessárias para o funcionamento, não possuíam profissionais legalizados, e apresentavam diversos problemas estruturais. Os proprietários receberam prazos distintos para se regularizar. Caso descumpram as orientações, podem ter as academias interditadas.

A ação conjunta teve início na última semana, quando foram notificados três academias de ginástica no município. A expectativa é de que outros estabelecimentos também sejam visitados pelos profissionais do CREF e da Secretaria Municipal de Saúde. “Já fiscalizamos essas academias e agora estamos voltando para saber se as nossas orientações foram cumpridas. Na primeira inspeção, explicamos todos os detalhes aos responsáveis e estabelecemos um prazo de 30 dias para as regularizações. Nesta segunda, quem não se adequou, terá de fazê-lo em 48 horas”, explicou a agente de fiscalização do CREF, Rebekka Kretzschmar.

A equipe da Vigilância Sanitária, por sua vez, antes de interditar, também definiu prazos para as adequações. Os locais visitados apresentaram problemas semelhantes. Os principais estão relacionados à falta de documentação obrigatória e situação estrutural precária. Diante das irregularidades, os proprietários precisam colocar em prática as orientações e procurar à Superintendência de Vigilância à Saúde, que fica na Praça João Paulo XXIII, no Centro da cidade. O atendimento à população acontece de segunda a sexta, das 07h30 às 13h30.

De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde do Paulista, Fábio Diogo, a ação de fiscalização nos estabelecimentos será contínua. “O nosso objetivo é garantir os direitos fundamentais do ser humano e as academias de ginástica têm o dever de trabalharem garantindo a saúde e segurança do consumidor. Vamos acompanhar as academias notificadas. Se necessário iremos interditar os locais, caso os proprietários não realizem os ajustes necessários” frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário