.

.

27 de setembro de 2017

Prefeitura recolhe carcaças de veículos abandonados nas vias para garantir mais mobilidade

Foi realizada na manhã desta quarta-feira (27.09) uma operação para retirar carcaças de veículos abandonados nas vias públicas da cidade. O trabalho, que foi coordenado por profissionais da Secretaria de Mobilidade e Administração das Regionais, visitou os bairros do Nobre e Maranguape II. Durante a ação, uma ambulância e um carro de passeio foram recolhidos e levados ao depósito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

O secretário de Mobilidade e Administração das Regionais, José Rodrigues, explicou que a destinação da carcaça do carro depende de algumas situações. “Antes de fazer o recolhimento, nossa equipe tem a preocupação de conversar com o proprietário para definir o melhor encaminhamento. Se ele tiver um local apropriado para colocar o carro, fazemos isso pra ele sem nenhum tipo de custo. Mas, caso o dono não seja localizado ou não saiba o que fazer, levamos a carcaça para o depósito do Detran”, esclareceu o gestor municipal.

Essa ação é continua, ocorrendo sempre às quartas-feiras, para atender as demandas que chegam da população via ouvidoria (fone 99528.7296 ou e-mailouvidoria@paulista.pe.gov.br) ou de forma presencial na secretaria, que fica na Rua Campo Grande, s/n, Aurora, por trás do Estádio Municipal Ademir Cunha. Para retirar as carcaças, a equipe da prefeitura conta com o apoio de um caminhão reboque. O horário de atendimento é das 07h30 às 13h30.

Os veículos abandonados nas vias públicas podem gerar uma série de problemas que envolvem saúde e segurança. Dependendo da situação dele podem ocorrer o surgimento de focos da dengue, além, claro, de impedirem o fluxo natural do trânsito. A moradora de Maranguape II, Kátia Falcão, 60 anos, aprovou a iniciativa. “Esse tipo de trabalho é extremamente necessário. Nós pedestres sofremos muito com as calçadas obstruídas, temos que disputar espaço com os carros que passam na avenida, e isso pode causar acidentes. Espero que continuem realizando isso”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário