.

.

18 de outubro de 2017

Orientação sobre os direitos dos idosos é destaque em ação em Paulista

No início da manhã desta quarta-feira (18.10), uma ação de sensibilização ocorreu no Terminal Integrado Pelópidas Silveira. A atividade faz parte do calendário do mês dos idosos e foi uma parceria do Governo do Estado com a Prefeitura do Paulista para sensibilizar sobre os direitos dos idosos e conscientizar à população. O objetivo é informar que negligenciar o idoso é crime.


Rosinete Xavier, 69 anos, uma das senhoras assistidas pelo CRAS IV, localizado em Maranguape II, elogiou a ação. “O que estamos fazendo aqui é muito importante, porque a educação está em primeiro lugar. A data de hoje serve para educar o povo, para que respeitem os nossos direitos. As pessoas precisam se colocar em nosso lugar. Elas vão envelhecer um dia”.

A aposentada ainda comentou sobre situações que acontecem diariamente nos coletivos. “Muitas vezes os mais jovens fingem que estão cochilando nos ônibus para não cederem a cadeira para nós, porque não querem fazer a viajem em pé e, nós que muitas vezes não temos condições físicas para ficarmos de pé enquanto o ônibus está em movimento, ficamos por causa da falta de consciência deles”, finalizou.

A Superintendente Estadual de Defesa e Proteção dos Direitos da Pessoa Idosa, Luciana Moreira, falou da necessidade desse tipo de operação. “É importante para que possamos divulgar o máximo possível os direitos da pessoa idosa. Também precisamos falar do quanto os idosos sofrem quando são violados”.

O Presidente do Conselho Municipal da Pessoa Idosa do Paulista, Aldo Araújo, destacou a importância da movimentação. “Essa é uma ação de sensibilização para a garantia e fortalecimento dos direitos dos idosos. Nós buscamos criar leis, mas não adianta só ter lei. É preciso que as pessoas se sensibilizem e respeitem esse público. Gostaria de agradecer a Secretaria de Políticas Sociais e Esportes pelo apoio”, enfatizou.

Os frequentadores do Terminal Integrado Pelópidas Silveira receberam panfletos que continham informações sobre o Estatuto do Idoso e também sobre a Lei 10.741/2003. Entre os pontos da lei que geram punições estão a discriminação, a falta de assistência e também o abandono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário