.

.

20 de novembro de 2017

Paulista intensifica ações de combate à tuberculose com palestras e busca ativa de sintomáticos

A Prefeitura do Paulista vem intensificando as ações de políticas públicas voltadas para a prevenção e o combate à tuberculose no município. Até esta sexta-feira (2.11), diversas atividades serão realizadas durante a Semana da Tuberculose para os profissionais de saúde e o público em geral.

Nesta segunda-feira (20.11), foi a vez dos técnicos de enfermagem das unidades básicas de saúde acompanharem uma capacitação sobre a sintomatologia, formas de prevenção e o tratamento da doença, no auditório da Faculdade Joaquim Nabuco, no Centro.

“As nossas unidades de saúde estão capacitadas para todas as etapas desde o diagnóstico até o acompanhamento (tratamento) dos pacientes com tuberculose. Precisamos diminuir o abandono dos pacientes ao longo do tratamento. É um trabalho em conjunto entre o usuário e o serviço de saúde”, enfatizou Cecília Silva, coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose do Paulista.

“O que buscamos é que cada vez mais profissionais estejam aptos a identificar os sinais e sintomas da tuberculose. Os técnicos de enfermagem lidam com diversas pessoas e precisam ter o conhecimento prévio sobre a doença para fazer um encaminhamento eficaz com solicitação de exames”, disse Ana Márcia Drechsler, diretora de Vigilância Epidemiológica.

Em Paulista, os usuários que apresentam sintomas de tosse há mais de três semanas podem buscar atendimento nas policlínicas Josino Guerra I (Maranguape I); Hélio Inácio (Jardim Paulista Baixo); Wiliam Nascimento (Janga), e no Centro da Saúde da Mulher (ao lado da Prontoclínica Torres Galvão), sempre às quartas-feiras, pela manhã, e diariamente no Centro de Endemias de Análises Médicas do Paulista (CEAMP), em Artur Lundgren I.Nestes locais, o paciente realiza a baciloscopia (exame de escarro), que detecta a tuberculose.

Nesta terça-feira (22.11), das 19h30 às 21h, alunos e profissionais de saúde alunos poderão esclarecer dúvidas sobre a doença, na Escola Estadual Nelson Ferreira, no Engenho Maranguape. A palestra será ministrada pela coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose do Paulista, Cecília Silva.

Já na sexta-feira (24.11), será realizada a busca ativa de sintomáticos respiratórios (pessoas que apresentam sintomas de tosse há mais três semanas). Quem tiver sintomas com essas características poderá realizar o exame de baciloscopia, das 9h às 11h30, na Unidade de Saúde da Família José Borges de Souza I, na comunidade Bicho do Mato, na Jaguarana.

Além da identificação de pessoas que possuem a doença, o município disponibilizará exames rápidos de HIV e Sífilis, Hepatites B e C por meio da unidade móvel do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). A iniciativa é da coordenação do Programa de Controle da Tuberculose da Secretaria de Saúde.

ENFERMIDADE – A tuberculose é uma doença transmitida pelo bacilo de Koch através da tosse, fala e espirro. Ela ataca principalmente os pulmões. Entre os principais sintomas estão: tosse por mais três semanas, febre mais frequente no período da tarde, perda de peso, suor noturno, dores no peito, cansaço fácil e falta de apetite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário