.

.

28 de dezembro de 2017

Prefeitura de Olinda assina contrato para recolhimento de animais soltos em vias públicas

Parceria foi concretizada nesta quarta-feira (27.12), em reunião no gabinete do prefeito

No primeiro dia útil de 2018 (2 de janeiro) Olinda terá um novo serviço: recolhimento de animais nas ruas da cidade. Nesta quarta-feira (27.12), a prefeitura e a GCinco Comércio e Serviços assinaram o contrato formalizando a parceria. A empresa será responsável pela retirada dos bichos, com coordenação da Secretaria de Meio Ambiente Urbano e Natural do município.

Serão capturados animais de grande porte, como cavalos, bois, vacas, burros e mulas, que estejam abandonados. Dois telefones estarão à disposição, de segunda a sábado, no horário comercial, para receber denúncias da população: 3439.5535 e 9.7104-7051. É necessário que o denunciante avise qual é o animal e onde ele se encontra. Assim, um caminhão será deslocado, com dois laçadores, para efetuar o recolhimento e alojamento.

“Na realidade é um clamor de muitos anos. Evidentemente, gostaríamos de ter colocado isso em prática desde o início de nossa gestão. Porém, tem a questão da legalidade, tudo tem um trâmite. Mas hoje conseguimos resolver tudo junto à Procuradoria do município e a partir de agora vamos ter uma fiscalização. Junto com a população, vamos acompanhar e fazer um trabalho educativo, com carro de som, faixas, panfletos, para orientar os cidadãos. Eu como gestor e morador da cidade, me sentia incomodado com os animais se multiplicando nas ruas. Hoje, demos um grande passo”, destacou o prefeito Professor Lupércio.

O local onde os animais serão alojados fica no bairro de Cidade Tabajara, em Olinda, sede da GCinco. O espaço é adequado, com conforto, segurança, limpo e também será oferecida alimentação adequada, de acordo com o diretor da G5 Comércio e Serviços, Glebson Dutra. Já o proprietário do animal será notificado e terá até cinco dias para resgatá-lo.

“Vamos realizar o recolhimento, mas essa ação visa sensibilizar os próprios donos de animais a retirar seus bichos. O contrato tem duração de seis meses, porém, durante esse período, vamos seguir na licitação para que possamos fazê-la o mais rápido possível, para que tenhamos uma resposta definitiva à população. A contratação dessa empresa foi feita de forma legal, responsável, com trâmite passado pela Procuradoria. Temos o parecer jurídico de que pôde ser feita a contratação”, acrescentou o secretário de Meio Ambiente Urbano e Natural, André Botelho.

Convidada para acompanhar a cerimônia de assinatura, a representante da Confederação Nacional de Defesa Animal (Confaos) e Federação das Associações e ONGs da Defesa Animal do Estado (Faos), Goretti Queiroz, mostrou-se satisfeita com as propostas apresentadas pela Prefeitura e GCinco.

“Essa é uma antiga reivindicação nossa. Brigamos ferrenhamente para que alguma coisa possa acontecer com os animais de grande porte. Finalmente vislumbramos um final feliz, depois de muitos anos na luta. A Secretaria de Meio Ambiente foi muito acessível às conversas conosco”, concluiu Queiroz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário