.

.

30 de janeiro de 2018

Nova Zelândia recebe mais alunos do Programa Ganhe o Mundo

A oportunidade de aprender uma nova língua vivenciando as experiências únicas que um intercâmbio internacional pode proporcionar está prestes a acontecer para mais 24 jovens estudantes da Rede Estadual que embarcaram, nesta terça-feira (30.01), para a Nova Zelândia. Através do Programa Ganhe o Mundo (PGM), os alunos terão a chance de estudar por um semestre letivo no país da Oceania, onde poderão, além de aprender um novo idioma, explorar novos costumes e enriquecer o seu repertório cultural. O governador em exercício, Raul Henry, acompanhou o embarque dos intercambistas, que integram um grupo de 120 pernambucanos que terão o mesmo destino, em 2018, por meio do Ganhe o Mundo. 

"Esse programa tem um efeito impressionante. Primeiro, ele reconhece o mérito, ele cria uma situação de exemplaridade para que outras crianças, outros jovens, também invistam no estudo, no esforço de terem uma vida estudantil de sucesso. Segundo, ele realmente abre a cabeça desses meninos para o mundo e traz de volta uma experiência que vai ser incorporada ao conjunto da escola, das suas famílias e das suas comunidades. É realmente um programa muito inspirado, foi uma grande iniciativa do Governo de Pernambuco", ressaltou Raul Henry.

Além de cursarem um semestre letivo em escola de High School, os alunos terão garantidos os direitos de assistência completa durante a estadia fora do país. O pacote inclui seguro saúde internacional, passagens aéreas, acomodação em casa de família (host family) com todas as refeições garantidas e uma bolsa mensal no valor de R$ 719,00. O grupo, formado por 13 meninas e 11 meninos, reúne estudantes de 17 municípios do Estado, são eles: Escada, Vitória de Santo Antão, Jataúba, Belo Jardim, Escada, Caruaru, Bezerros, São Bento do Una, Gravatá, Canhotinho, Capoeiras, Lagoa do Ouro, Lajedo, Águas Belas, Chã Grande, Brejo da Madre de Deus e São Joaquim do Monte. Desde a primeira edição do PGM, ainda em 2012, mais de seis mil estudantes realizaram o sonho de estudar uma nova língua conhecendo experiências próprias de outros países.

O secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, destacou a diversidade de municípios com alunos beneficiados pelo programa e o cronograma de embarque dos beneficiados. "A gente fica supercontente. Estamos já na reta final da edição de 2017, estamos encerrando os embarques para esses países que são do hemisfério sul, como a Nova Zelândia. Esse grupo é muito grande. Estamos embarcando desde o último sábado, são mais de 120 estudantes. Todos os dias temos embarque. Quando a gente conversa com eles (alunos), e pergunta, cada um é de uma escola diferente e de uma cidade diferente. Então, é um programa que não contempla apenas grupos de escolas, mas escolas de todo o Estado", concluiu.

Na área de check-in não era difícil encontrar pais e familiares ansiosos com as novidades que estão por vir. Olhos atentos e emocionados eram uma mistura de saudade antecipada com um desejo de um futuro melhor. Entre os intercambistas, estava a estudante Dálida Regina, de 16 anos, do 2ª ano da EREM Deolinda Amaral, no município de Lajedo (Agreste). "É uma expectativa muito grande. É uma coisa que eu não sei o que esperar. Ainda não caiu a ficha. Pretendo trazer muita cultura desse intercâmbio. Eu espero que com esse aprendizado de uma nova língua, meu currículo seja melhorado. O inglês é uma língua muito requisitada. Estou muito feliz", comemorou. 

Já o estudante Gian Victor, de 17 anos, do 2ª ano da EREM João Batista de Vasconcelos, no município de Chã Grande (Mata Sul), destacou que será difícil deixar a família, mas que estará embarcando para a realização de um sonho. "Está sendo muito difícil para mim deixar o apego da família, mas eu tenho certeza que vai ser uma experiência única. Sonhei praticamente toda a minha vida com isso. Sempre me preparei para essa oportunidade e tenho certeza que essa experiência vai ser sensacional. Espero que eu aprenda uma segunda língua, que possa trazer mais oportunidades e, no futuro, pretendo cursar uma faculdade no exterior para trazer mais conhecimento para o Brasil", prometeu..

PGM - Criado em 2012, o Programa Ganhe o Mundo é uma oportunidade para os estudantes da rede pública aprofundarem os conhecimentos em um segundo idioma, através do intercâmbio em países de língua inglesa, espanhola e alemã. De 2012 a 2017, a iniciativa já embarcou mais de seis mil estudantes para países como Argentina, EUA, Espanha, Uruguai, Nova Zelândia, Chile, Canadá e Austrália.

Nenhum comentário:

Postar um comentário