.

.

24 de março de 2018

Primeiro dia do Circuito Nacional de Vôlei para Surdos acontece na Orla do Janga

A inclusão social através do esporte é uma das pautas mais tratadas na Secretaria de Políticas Sociais e Esportes do Paulista, por conta disso, durante este sábado (24) aconteceu o primeiro dia do II Circuito Nacional de Vôlei de Surdos. A iniciativa é da Confederação Brasileira de Desporto de Surdos junto com a Federação Pernambucana Desportiva de Surdos (CBDS), com o apoio da Prefeitura do Paulista e ocorre na Orla do Janga, nas mediações do Armazém Coral e segue até este domingo (25).


O professor voluntário, Edson Maranhão, faz parte da Federação de Pernambuco desde 2012 e comentou sobre o trabalho. “A gente vem desenvolvendo esse trabalho para dar uma oportunidade a comunidade surda de conhecer o mundo através do esporte e se sentir autossuficiente e todos os outros valores que o esporte traz para o desenvolvimento das pessoas.”, contou.

O coordenador de Eventos Esportivos da CBDS e surdo, Marcelo Marcos, fala da relevância dessas competições para aumentar o desempenho dos atletas. “Muito importante o esporte para surdos, por causa do estimulo ao progresso deles. Nosso objetivo como CBDS é preparar os surdos para participar das Olimpíadas, que têm um nível muito alto e eles precisam treinar muito. Esses eventos auxiliam a participar de mais campeonatos para estimular e se desenvolver”, disse.

Para o secretário de Políticas Sociais e Esportes do Paulista, Augusto Costa, a Cidade ganha mito com o circuito. “Esse circuito de vôlei de praia nos traz o estimulo para fortalecer a questão do esporte inclusivo. É visível como o esporte para as pessoas surdas está evoluindo cada vez mais. Para a gente é maravilhoso estar recebendo a competição”, falou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário