.

.

18 de abril de 2018

Programa Maria da Penha Vai a Saúde é lançado no Paulista

Mais uma iniciativa importante está chegando para fortalecer a saúde do nosso município. Nesta terça-feira (17.04) foi realizada, no anexo B, da Faculdade Joaquim Nabuco, Centro, o I Seminário de Implantação do Programa Maria da Penha Vai à Saúde, que contou com a apresentação do Grupo Atos de Resgate. A iniciativa visa contribuir com a formação dos profissionais municipais de saúde, para que eles possam identificar, orientar e encaminhar as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, aos serviços de saúde prestados pela gestão. A ação é coordenada pela Secretaria Executiva de Políticas para as Mulheres, em parceira com a Secretaria de Saúde do Paulista.


A secretária Municipal de Saúde, Fabiana Bernart, falou da importância do programa, que já atua na educação do município, desde 2013. “Vamos atuar na saúde com o intuito de acolher essas mulheres dentro dos nossos serviços. Iniciaremos uma capacitação com os profissionais da rede, e dentro dessa formação, eles vão aprender quais instrumentos usar, quais os perfis de violência, podendo assim fazer a orientação e o encaminhamento adequados a essas vítimas”, explicou.


Quem também marcou presença no evento e ministrou uma palestra sobre o enfrentamento a violência contra as mulheres, foi a chefe do Departamento de Polícia da Mulher de Pernambuco, a delegada Gleide Ângelo. De acordo com Gleide, criar esse laço de confiança entre a gestão e as vítimas fortalece ainda mais o desempenho do programa no município. “Na maioria das vezes as mulheres agredidas não têm coragem de denunciar. Através dessa aproximação, entre elas e os profissionais da rede, uma confiança será gerada, facilitando a ação da polícia no caso”, ressaltou.

Ainda durante o encontro, a secretária Executiva de Políticas para as Mulheres do Paulista, Bianca Pinho Alves, destacou que a iniciativa foi feita com o objetivo de desconstruir uma realidade ainda muita cruel para as mulheres. “Por mais que nós mulheres, tenhamos crescido, nos desenvolvido, nós ainda não conseguimos a equidade e é isso que queremos. O trabalho de enfrentamento a violência contra as mulheres é de todos nós, é de uma sociedade. Aqui, o mais importante hoje, é que cada um se aproprie dessa ideia e siga firme na causa, para que nossa luta pela igualdade de gênero deixe de ser vista apenas como um estereótipo”, disse.

O prefeito Junior Matuto discursou e finalizou o encontro destacando que o Programa Maria da Penha Vai á Saúde chegou para reforçar, ainda mais, o trabalho significativo que a gestão vem fazendo na luta ao enfrentamento da violência contra as mulheres. “Vamos juntar a fome com a vontade de comer, unindo a força e o compromisso que nossos profissionais da saúde têm, com a garra e dedicação que todos temos, para continuarmos trabalhando e lutando por uma sociedade igualitária”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário