.

.

23 de maio de 2018

Dia do apicultor é comemorado em evento no Paulista

Dia 22 de maio é o dia de Santa Rita de Cássia, que é considerada a protetora dos Apicultores, profissionais que criam abelhas. Isso porque, quando era criança a padroeira acompanhava seus pais à lavoura em um berço, quando curiosamente, abelhas brancas levaram mel à sua boca, ao invés de atacá-las. Em comemoração a data, foi realizado um evento na manhã desta terça-feira (22.05) com o objetivo de reunir e fortalecer os apicultores do Paulista. O evento, que aconteceu na Granja Santa Rita, em Jardim Paulista Alto, contou com uma exposição sobre as abelhas e venda de mel. Além de apresentações musicais, distribuição de mudas e uma celebração da Missa Santa Rita de Cássia no encerramento.


Na ocasião, o presidente da Associação Pernambucana de Apicultores e Meliponicultores (AMIPE), Adjerlan Codácio, aproveitou para destacar que os benefícios do cultivo das abelhas não se limitam apenas ao meio ambiente. Os produtos derivados delas também podem beneficiar à saúde através da medicina natural.

A apiterapia, por exemplo, é um método de medicina natural, que fortalece o sistema imunológico. O trabalho terapêutico dessa prática alternativa é oferecido através de vários produtos das abelhas.

O apicultor local, Benoni Codácio, comentou a importância do papel das abelhas para a sociedade. “Hoje viemos demonstrar que a atuação das abelhas é essencial na preservação do ecossistema. Além de estreitar o vínculo que já existe entre os profissionais, a iniciativa colabora com o trabalho de proteção a natureza, propagando a importância da apicultura e meliponicultura no viés ambiental”, frisou.

A ação, que foi organizada pela AMIPE, contou com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O assessor de Sustentabilidade Urbana, Murilo Chagas, reafirmou o “Hoje abrimos espaço para todos vivenciarem esse conhecimento. Desde os apicultores até a própria comunidade. É de grande importância quebrar a resistência das pessoas com as abelhas, para que elas não destruam o habitat desses insetos tão importante para a polinização de ambientes e manter o equilíbrio natural”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário