.

.

11 de maio de 2018

Rei da Ciranda, mestre Baracho é homenageado na Segunda Sexta Cultural do Paulista

O Plenário da Câmara dos Vereadores do Paulista teve uma manhã diferente nesta sexta-feira (11.05). O local foi palco de mais uma edição Do Projeto Segunda Sexta Cultural, que homenageou o Rei da Ciranda, Antônio Baracho da Silva, conhecido popularmente como Mestre Baracho. Baracho morreu em 1988, mas deixou seu legado em todo o estado, através desse ritmo maravilhoso, que é um dos mais importantes da nossa cultura pernambucana. 

Durante o evento, que reuniu poetas, músicos e educadores, os artistas tiveram a oportunidade de expor suas ideias, com o intuito de promover a cultura local. A gestão Junior Matuto segue trabalhando em busca do resgate e valorização das tradições da cidade. “Esse momento de hoje é uma tentativa de resgatar a cultura do Paulista e uma homenagem ao Antônio Baracho, que foi um mestre cirandeiro. Estamos querendo através dessa homenagem e da instituição do Dia Municipal da Ciranda, desenvolver outras atividades que valorizem nossa cultura tão rica”, ressaltou Jorge Rocha, superintendente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura do Paulista. Também participaram do encontro, os cantores e compositores Eli Vieira e Beto Mix, o cirandeiro Edivaldo José de Oliveira (Mestre Caboclo). 

O Projeto Segunda Sexta Cultural, que acontece desde o ano passado, é uma iniciativa do escritor Amaro Poeta, em parceria com a gestão municipal, e tem o objetivo de promover os artistas locais, abrindo espaço para eles apresentarem seus trabalhos. As atividades acontecem todas as segundas sextas-feiras de cada mês. Todos podem participar e apresentar seus projetos, sejam poesias, poemas, livros ou algum trabalho musical.

Data – Para celebrar o legado deixado pelo mestre Baracho, a Câmara de Vereadores do Paulista instituiu o Dia Municipal da Ciranda, a ser celebrado em Paulista sempre no dia 10 de maio. A data coincide com o aniversário do artista pernambucano, que nasceu em Nazaré da Mata e faleceu aos 81 anos, em 1988.

Nenhum comentário:

Postar um comentário