.

.

1 de junho de 2018

Economia Doméstica. Por que é tão difícil controlar os gastos?

Você sabe o que é economia doméstica? Provavelmente sim. A questão é como colocar em prática o que sempre vamos deixando para depois. Quem nunca se pegou dizendo, vou começar a colocar na ponta do lápis todo o gasto, e nunca colocou em prática? Pois saiba que esse é um dos pontos fundamentais para se ter uma boa educação financeira.


Equilibrar os gastos e manter tudo dentro do orçamento familiar é um dos grandes desafios para sobreviver sem se afundar e chegar à beira da falência pessoal. E para isso, é preciso que haja disciplina e controle emocional, o que não é fácil.

No ano de 1952, foi criado o primeiro curso de Graduação de Economia Doméstica no Brasil, na então Universidade Rural de Minas Gerais, que hoje é a Universidade Federal de Viçosa. Em Pernambuco, o curso de Licenciatura em Economia Doméstica foi criado no ano de 1971, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, e desde 1990 foi reestruturado para Bacharelado e se mantém até os dias de hoje. A graduação pela UFRPE está estruturada em três pilares, são eles: Alimentos, nutrição e saúde; Arte, habitação e vestuário e Desenvolvimento humano.

Para quem pensa em reduzir as despesas, controlar o orçamento familiar e ainda colaborar com desenvolvimento social mais sustentável, algumas dicas podem ajudar a chegar a esse objetivo:

1 - Energia elétrica - Desligar a função turbo de chuveiros elétricos pressurizados, tirar os eletrodomésticos da tomada quando não estiver usando, aproveitar a luz do sol abrindo todas as janelas durante o dia, compra de eletrodomésticos com classificação A no Selo Procel, apagar as luzes ao sair dos ambientes, trocar todas as lâmpadas por LED, trocar borracha do refrigerador, evitar uso de ‘T’ ou extensões, limpar filtro do ar-condicionado, e reduzir uso de eletrônicos em horários de pico (das 18h às 22h).

2 - Alimentação - Assar mais de um alimento ao usar o forno, ter sua própria horta, comprar frutas de época, reaproveitar restos como cascas e sementes para outras receitas, reutilizar água de cozimento de legumes para caldos, sopas e até mesmo para dar um gostinho no arroz, escolher laranjas mais pesadas, pois têm mais polpa e rende mais suco, manter as panelas fechadas durante cozimento para economizar mais gás.

3 - Água - Reaproveitar água ao lavar roupas, fechar a torneira ao escovar dentes, consertar vazamentos de torneiras para evitar desperdícios, retirar todo resto de comida antes de lavar a louça, instalar uma descarga econômica, usar regador ao invés de mangueira, diminuir o tempo no banho, juntar roupas para lavar de uma vez, regar o jardim à noite, e usar o balde para lavar o carro.

4 - Compras - Fazer uma lista, levar dinheiro contado para evitar gastos extras, se alimentar antes de ir ao supermercado para evitar desejo por supérfluos, reduzir gastos com material de limpeza e produzir em casa com ingredientes que tenha em casa, comprar pilhas recarregáveis, e experimentar produtos genéricos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário