.

.

1 de junho de 2018

Em visita ao Ceasa, Paulo Câmara destacou que 90% do abastecimento do centro está normalizado

O governador Paulo Câmara dedicou a manhã desta sexta-feira (1° de junho) para acompanhar o processo de regularização do abastecimento de produtos do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE), principal canal de escoamento de produtos alimentícios do Estado, localizado no Recife. Preocupado com o aumento dos preços provocado pelos dez dias de paralisação dos caminhoneiros, Paulo também conferiu de perto o custo dos alimentos que estão sendo comercializados. Com 90% do abastecimento do Centro normalizado, o chefe do Executivo estadual garantiu que o Governo de Pernambuco vem trabalhando para que o restabelecimento total das atividades aconteça o mais breve possível.

“É importante olhar de perto o que está acontecendo e saber que, apesar de toda crise, o povo pernambucano está se desdobrando para normalizar tudo. As pessoas estão preocupadas porque não foram fáceis esses últimos dias, mas, ao mesmo tempo, sabemos que trabalhamos bem para minimizar a situação. Espero que, nos próximos dias, esteja tudo tranquilo, que o abastecimento se regularize e os produtos possam ser vendidos normalmente à população pernambucana. E isso da forma que os trabalhadores sempre fizeram: com muita competência e buscando trazer preços justos que cheguem a todos. Quero destacar que a questão do abuso de cobrança já está sendo fiscalizado. Não vamos admitir abusos”, afirmou o governador Paulo Câmara.

O presidente do Ceasa, Gustavo Melo, informou que Pernambuco foi um dos Estados que menos sofreu no que diz respeito ao abastecimento alimentar em comparação ao restante do Brasil. “Isso é fruto do trabalho e do acompanhamento do governador Paulo Câmara, que, desde o início do desabastecimento, tem nos procurado e nos alertado sobre a importância de continuar a oferecer os serviços à população, seja para os comerciantes, aos consumidores ou aos produtores. Estamos retomando melhor do que imaginávamos, e, em poucos dias, vamos estar dentro da normalidade”, assegurou.

O comerciante Renato Lúcio de Paula, de 33 anos, registrou que o Ceasa de Pernambuco foi um dos únicos que não parou no Brasil. “Mesmo na dificuldade, o trabalho continuou. O governador foi fundamental. O trabalho dele foi muito importante porque ele soube, em meio à crise, administrar e Pernambuco conseguiu superar”, comemorou. Adalberto Gomes, 54, que comercializa legumes e verduras há 40 anos no Ceasa, reforçou: “O Ceasa de Pernambuco foi um dos únicos que recebeu abastecimento e, por isso, a situação já está mais normalizada”.

PANIFICAÇÃO – Após agenda no Ceasa, o governador Paulo Câmara seguiu para o bairro de Boa Viagem (Zona Sul do Recife), onde participou da abertura da 72ª Convenção Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip). O evento, que ocorre no Mar Hotel, tem como objetivo discutir melhorias técnicas para o setor visando à ampliação da produtividade da panificação. A Convenção é realizada em parceria com as entidades locais e trouxe as principais lideranças da área para Pernambuco.

Na ocasião, Paulo Câmara ressaltou a importância do setor para a economia do Estado, frisando o quão estratégico ele é, dando exemplo e fazendo a diferença. “Temos que buscar avançar e ampliar as melhorias para que a panificação pernambucana continue a ser referência para todo o Brasil. Temos que sentar à mesa e dialogar. O setor tem contribuído muito para o futuro de Pernambuco e conseguiu mostrar que, quando se tem determinação, é possível melhorar as coisas”, avaliou.

Presidente da ABIP, José Batista de Oliveira agradeceu as palavras do governador e registrou que a Convenção é um momento bastante produtivo para a área, uma vez que são discutidas melhorias para a panificação. “Escolhemos Pernambuco para discutir o momento atual da panificação brasileira e o nosso sonho de tornar nosso setor cada dia mais forte e melhor, conseguindo colocar produtos melhores na mesa dos brasileiros”, destacou.

Acompanharam o governador nas agendas o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico; o deputado federal Danilo Cabral; e os deputados

Nenhum comentário:

Postar um comentário