.

.

1 de julho de 2018

Em Paulista, estudantes recebem certificados por formação de prevenção às drogas e à violência

A fase da adolescência é conhecida como a etapa da vida onde existem mais conflitos dentro de casa. Sem a devida orientação ou suporte familiar, quem acha que já está “grandinho” o suficiente pode escolher caminhos sem volta. O mundo das drogas e da criminalidade parece ser uma opção viável para aqueles que desejam independência e dinheiro. Eis que surgem os inúmeros problemas com os pais e irmãos, na comunidade, e também na escola. Esse cenário tão preocupante que tem levado muitos meninos e meninas à prisão ou até a morte prematura mobilizou o poder público em Paulista, na Região Metropolitana.


Graças a uma parceria entre a Prefeitura e a Secretaria Estadual de Defesa Social, um grupo de 1,1 mil estudantes dos 5º e 7º Anosreceberam uma série de ensinamentos importantes para não cair no “canto da sereia” do mundo da criminalidade e dependência química. O curso do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) foi ministrado ao longo desse primeiro semestre por policiais militares devidamente capacitados. Ao todo, 16 escolas da rede municipal participaram da iniciativa. Nesta terça-feira (03.07), os adolescentes recebem os certificados pela participação no curso. O evento acontece, às 9h, na Escola Estadual Padre Osmar Novaes, em Paratibe.

Essa é a primeira turma formada pelo Proerd no município. A expectativa é que ao longo dos próximos meses o programa forme mais 1,9 mil estudantes, totalizando 3 mil adolescentes com idade entre 11 e 15 anos. Para alcançar essa meta, gestores das secretarias de Segurança Cidadã e Defesa Civil e Educação estão engajados nessa ação que tem resultado num ambiente cada vez mais harmonioso dentro das escolas da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário