.

.

6 de julho de 2018

Governo de Pernambuco inaugura segundo módulo do Centro Cultural Cais do Sertão

O governador Paulo Câmara comandou, na manhã desta sexta-feira (06.07), a inauguração do segundo módulo do Centro Cultural Cais do Sertão – Museu Luiz Gonzaga. O equipamento, um prédio de aproximadamente 5,5 mil metros quadrados, localizado no antigo Armazém 10 do Porto do Recife, busca dialogar tradição e inovação, imergindo o visitante no universo sertanejo.

“Essa obra faz parte de um grande projeto de revitalização aqui do Cais. Já temos o primeiro módulo e, agora, essa segunda etapa vai ampliar a promoção de atividades artísticas e culturais nesse espaço. Um investimento grande, mas que foi bem aplicado. Ganhamos uma estrutura bonita e bem feita, que vai servir a todos os pernambucanos, sendo um local de referência para grandes exposições, atividades de entretenimento e, principalmente, para a valorização da nossa cultura”, afirmou Câmara.

Projetado para trabalhar a atmosfera do Sertão, o Centro Cultural conta com salas de aula para cursos, auditório multiuso com 232 lugares, espaço para exposições temporárias, jardim suspenso, um café bar e um restaurante na cobertura, com vista para o mar, para o Porto do Recife e para a cidade. Com um investimento de R$ 25,4 milhões, as obras foram executadas pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio do Prodetur, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com patrocínio da Compesa, da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e de Suape.

“O Cais do Sertão é um grande equipamento que vem coroar todo o nosso potencial cultural. O espaço vem complementar o Cais I, deixando de ser só um museu e acompanhando essa tendência mundial, que tem o museu permanente, a exposição temporária, de café, de restaurante e de auditório. Então, aqui é uma área para múltiplas apresentações e ações, tanto na área de cultura quanto na área de turismo. São muitas potencialidades num equipamento só”, afirmou Manoela Marinho, secretária executiva do Prodetur.

Durante a visita, o governador prestigiou o espaço de exposição, que com três das quatro salas ocupadas também foi inaugurado. As mostras são: “Ela musa artista”, uma coletânea de arte feminina; “Autovacilo”, com pinturas do coletivo Vacilante; e “Avoenga”, com trabalhos de Ariano e Dantas Suassuna. As três exibições terão duração de dois meses (julho e agosto) e estarão abertas para visitação no horário de funcionamento do museu.

O coordenador do Centro Cultural, Toinho Mendes, registrou a importância do espaço para a cultura local. “O Centro Cultural vai continuar sendo a expressão de tudo aquilo que a gente gostaria que o museu fosse. E será aqui, no Centro Cultural, que as nossas ideias, as nossas conquistas vão tomar vida, em todos os espaços que a gente tem espalhado aqui”.

O funcionamento do complexo cultural será das 9h às 17h, de terça a sexta, e das 13h às 17h, aos sábados e domingos. A entrada será gratuita nas terças-feiras. Nos demais dias, os ingressos custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia), para estudantes de até 24 anos que apresentarem comprovação. Idosos a partir de 60 anos, crianças até 5 anos, pessoas com deficiência, professores, profissionais de museus e de turismo não pagam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário