.

.

31 de agosto de 2018

Parceria com municípios fortalece educação municipal

Após dois anos de implantação, o Programa Educação Integrada já tem resultados positivos nos índices educacionais de Pernambuco. Dentre os destaques estão a ampliação do acesso à Educação Infantil aos quatro anos de idade; melhoria da qualidade do ensino na Educação Infantil e no Ensino Fundamental das redes municipais; melhoria média de 6,75% nos anos iniciais e de 17,55% nos anos finais para o resultado do IDEPE na rede municipal; redução média de 8,8% nos anos iniciais e de 6,5% nos anos finais na taxa de distorção da rede; e redução média de 43,2% nos anos iniciais e 55,4% nos anos finais na taxa de abandono da rede.

O Educação Integrada é voltado a apoiar os municípios na qualificação da educação. O programa tem como foco fortalecer o Ensino Fundamental e também a Educação Infantil, além de melhorar os índices educacionais do Estado e continuar crescendo nos indicadores e resultados da educação pública. Atualmente, o programa beneficia cerca de 93 mil estudantes de 15 municípios do Estado. A seleção das cidades ocorreu por critérios técnicos com base em indicadores de desenvolvimento educacional e social, tais como Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (IDEPE), Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), Taxa de Abandono Escolar e o Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios (IDHM).

"O Educação Integrada reúne alfabetização, primeira infância, ensino integral e a gestão das escolas. Estamos fazendo isso em 15 municípios e os resultados são muito bons. Tudo o que a gente aprendeu no Ensino Médio, a gente está passando para os municípios pernambucanos porque esse é o nosso dever. A educação é o grande caminho de prevenção para que os futuros pernambucanos estejam preparados para os desafios", destacou o governador Paulo Câmara.

Com base nesses indicadores educacionais e socioeconômicos, os municípios escolhidos para participar, inicialmente, do Programa Educação Integrada foram: Camaragibe, Itapissuma, Timbaúba, Tamandaré, Santa Cruz do Capibaribe, Bonito, São Bento do Una, Bom Conselho, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Flores, Floresta, Salgueiro, Cabrobó e Trindade, representando municípios de todas as Regiões de Desenvolvimento do Estado. Nestes municípios, a iniciativa prevê ações de apoio pedagógico, distribuição de kits, qualificação dos ambientes da Educação Infantil e ampliação das ações de alfabetização. Outra iniciativa de grande importância é a implantação de uma escola em tempo integral para os anos finais do Ensino Fundamental em cada município participante do Programa.

Para o secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amancio, o Programa Educação Integrada é um grande divisor de águas na educação de Pernambuco. “O Educação Integrada representa uma importante parceria entre a Secretaria de Educação de Pernambuco e os municípios para melhorar os resultados da Educação Infantil e do Ensino Fundamental em nosso Estado. Nosso projeto envolve parceria com vários municípios onde implantamos escolas em tempo integral, além de avançar com a educação”, ressalta.

Nos últimos anos, vários indicadores do Ensino Médio da rede estadual de Pernambuco têm apresentado avanços. O primeiro lugar no IDEB, alcançado em 2015, e a menor taxa de abandono no país, alcançada e mantida desde 2013 comprovam o êxito das políticas públicas estabelecidas pelo Governo de Pernambuco para a educação. Com o Educação Integrada, os municípios também começam a avançar nas avaliações de desempenho de suas respectivas redes que envolvem o ensino fundamental. O programa conta com a parceria de instituições como Fundo das Nações Unidas de Infância (Unicef), Grupo Neoenergia, Fundação Itaú Social e do Instituto Natura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário