.

.

6 de setembro de 2018

Educação do Paulista realiza aula inaugural de curso de LIBRAS

Trabalhar a inclusão nas escolas e na sociedade é uma bandeira que a Secretaria de Educação do Paulista está levantando diariamente. Por causa disso, na manhã desta quinta-feira (06.09), no bloco C da Faculdade Joaquim Nabuco, Centro, aconteceu a aula inaugural do segundo semestre do Curso de Libras. O curso que começou pequeno, este período acolhe 450 alunos que desejam aprender a segunda língua do país. Além dos matriculados, ainda tem muita gente, da cidade e região metropolitana, com vontade de aprender a Língua Brasileira de Sinais e já aguardam na lista de espera.

A recepcionista, Daniela Amaral, é ingressante do primeiro módulo do curso de LIBRAS e espera adquirir o conhecimento para que a inclusão social aconteça cada vez mais. “Espero aprender muito nesse curso, pois eu trabalho com atendimento ao público e será muito bom ter o conhecimento de LIBRAS para que eu possa atender, auxiliar e facilitar a comunicação entre ouvintes e surdos”.

Bernadete Brandão, coordenadora de Educação Especial do Paulista, explicou a dinâmica em sala de aula. “São 15 encontros e em cada aula é trabalhado um conteúdo. Esse conteúdo é trabalhado através de teatro, slide, música e conversação. Os professores, que são surdos, usam de várias estratégias para ensinar. No final do curso acontece uma mostra de conhecimentos pedagógicos. Então o que eles aprenderam durante o curso será apresentado para a comunidade”, ressaltou.

O secretário executivo de Desenvolvimento Educacional do Paulista, Emanuel Souto, falou sobre a iniciativa, que já conta com níveis básico 1 e 2, intermediário e avançado. “Esse curso é um espaço que se cria para a formação de professores e de cidadãos de modo geral em Língua Brasileira de Sinais, que é a língua que os surdos utilizam para interagir com o mundo e assumir sua condição de plenamente cidadãos. Dentro do contexto do curso, nós também temos o processo de educação de surdos. Um trabalho complementar que é feito com os alunos que estão na escola. Além de trabalhar o desenvolvimento de LIBRAS, trabalhamos outras possibilidades de aprendizagem com eles”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário