.

.

4 de setembro de 2018

Paulista comemora 83 anos de Emancipação Política mantendo as tradições


O município do Paulista, na Região Metropolitana, comemorou, nesta terça-feira (04), 83 anos de lutas e conquistas. A festa de Emancipação Política teve início às 8h, em frente à sede da Prefeitura, reunindo a população e os funcionários do Executivo Municipal no tradicional hasteamento das bandeiras.


Após o ato, todos seguiram para a Igreja Matriz de Santa Isabel, no Centro da cidade. No local, a Banda Sinfônica Municipal do Paulista, anteriormente classificada como Banda Municipal, que por Lei se tornou a segunda sinfônica do Estado, apresentou um concerto para os presentes.

Em seguida teve início a santa missa. Ao fim da celebração eucarística, quatro pessoas que prestaram serviços relevantes ao município receberam a Comenda Padre João Ribeiro Pessoa de Melo Montenegro – Mártir da Revolução Pernambucana de 1817.
A maior honraria cedida pelo município contemplou este ano a coordenadora da comunidade católica Matriz Central, Arlene Santos; o paulistense Oliveira Neto, que atuou como vereador no município; Raimundo Lopes, presidente do CDL Paulista pelo fortalecimento nas atividades comerciais; e a servidora Eteíla Fernandes, que é colaboradora da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação;

“É uma honra receber esta comenda. Acredito que seja fruto do trabalho desenvolvido em equipe, pois, nunca trabalhei sozinha. E o reconhecimento que estamos trabalhando para manter Paulista sempre em desenvolvimento, ” ressaltou Eteíla Fernandes.

Durante 12 dias, a cidade esteve em festa, comemorando a 337ª Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira da cidade, que contou com o apoio da Prefeitura do Paulista. Missas foram celebras diariamente na Igreja e um Trio Elétrico ficou estacionado na Praça Agamenon Magalhães, em frente à igreja, onde apresentações musicais puderam animar a população paulistense. 

“São 83 anos de emancipação de uma cidade que teve todo o seu povo um protagonismo na questão política e no desenvolvimento do Estado de Pernambuco. Um dos desafios da gestão atual é exatamente resgatar a autoestima do povo paulistense e fazer com que as empresas se instalem no município, gerando emprego e renda para a população”, frisou o prefeito Junior Matuto.

O município foi criado pela Lei Estadual n° 11 de 04 de setembro de 1935 após ser desmembrada de Olinda. Com um território de 93,518 Km², limita-se ao norte com as cidades de Abreu e Lima e Igarassu, ao sul com Recife, Olinda e Camaragibe, ao oeste com Paudalho e ao leste com o Oceano Atlântico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário