.

.

9 de novembro de 2018

Governador Paulo Câmara assina convênio de inovação em saúde com a Fiocruz

A parceria vai fortalecer e estimular a cooperação técnico-científica entre os envolvidos para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, ensino, extensão e desenvolvimento tecnológico na área.

Visando estimular ainda mais o uso da inovação no desenvolvimento tecnológico das áreas de saúde e desenvolvimento social em Pernambuco, o governador Paulo Câmara assinou, nesta quinta-feira (08/11), um Protocolo de Intenções com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A medida objetiva instituir a cooperação técnico-científica entre a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fiocruz para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, ensino, extensão e desenvolvimento tecnológico, compartilhamento e disseminação de informações técnico-científicas no Estado.

“Investir em pesquisa é investir no futuro. Estamos mais uma vez fazendo uma parceria importante com a Fiocruz, que é referência nacional e mundial nesta área de pesquisa, principalmente em ações voltadas para a saúde pública. Todos nós sabemos da gravidade que foi o surto do Zika Vírus no Brasil. E Pernambuco saiu na frente no estudo e tratamento da doença. Hoje, tem buscado cuidar para que esse surto não aconteça novamente. Essa parceria com a Fiocruz pensa justamente o futuro, em novas ações no cuidado com as pessoas. E o futuro se faz com pesquisa e inovação. É a isso que Pernambuco está cada vez mais se dedicando”, destacou o governador.

A iniciativa prevê também a eventual cessão, requisição e demais modalidades de transferência de recursos humanos, envolvendo servidores do Estado para trabalhar na Fiocruz e vice-versa. “Nós vamos, agora, ampliar essas parcerias com a Fiocruz, não só em relação ao Zika Vírus, mas a um conjunto muito maior de doenças e de oportunidades, não apenas de pesquisa e desenvolvimento, mas de novos negócios na área farmacêutica focados nos problemas pernambucanos. Nesse momento, em que já se fala em algumas potenciais doenças de verão, é muito apropriado que comecemos uma agenda conjunta onde a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia (Facepe), com um instrumento de fomento, junto com a Fiocruz, possa começar a aportar recursos”, pontuou a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo.

Para a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, convênios como este fortalece as pesquisas estaduais e o trabalho integrado de ciência e tecnologia em fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). "Nosso desafio é fazer com que esse avanço do ponto de vista de aproximação, de colocar a ciência mais próxima à sociedade, possa ter o amparo do ponto de vista não somente político, mas para finalidade maior do direito à saúde, do direito à ciência e tecnologia, da integridade das nações científicas, algo que nós temos trabalhado com bastante profundidade nos últimos anos", explicou.

PARCERIA - A celebração consolida uma parceria que já traz resultados significativos para Pernambuco, a exemplo do fortalecimento do SUS e do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Destacam-se também como exemplos de parceria na área de pesquisa e inovação dois convênios entre a Fiocruz e o Governo de Pernambuco, através da Facepe.

O primeiro convênio, já em execução, foi celebrado com o objetivo de implantar o Programa de Excelência em Pesquisa (Proep) para apoiar atividades de pesquisa científica na unidade da Fiocruz em Pernambuco (Instituto Aggeu Magalhães - IAM). Já o segundo convênio, em estágio de celebração, buscará implantar o Programa de Inovação INOVA, no Aggeu Magalhães. Uma iniciativa voltada a apoiar, financeiramente, projetos com possibilidades de geração de produtos, processos e serviços, favorecendo a inovação na área de saúde no Estado.

Também estiveram presentes na assinatura do Protocolo de Intenções, o secretário de Micro e Pequenas Empresas, Trabalho e Qualificação, Alexandre Valença; a pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade de Pernambuco (UPE), Maria Tereza Cartaxo; a secretária-executiva de Vigilância em Saúde de Pernambuco (SES), Luciana Albuquerque; o presidente da Facepe, Abraham Sicsu; o diretor do IAM/Fiocruz, Sinval Brandão Filho; o coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fiocruz, Rivaldo Cunha; e a coordenadora do Grupo de Pesquisa da Epidemia de Microcefalia (MERG), Celina Turchi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário