.

.

22 de novembro de 2018

Seminário Municipal de Educação Infantil reúne profissionais do segmento que atuam no Paulista

O Visando uma troca de conhecimentos e experiências entre os profissionais que atuam com a primeira etapa da educação básica no Paulista foi realizado na manhã desta quarta-feira (21.11) o Seminário Municipal de Educação Infantil. A iniciativa coordenada pela Secretaria de Educação aconteceu no auditório do SENAC, em Jardim Paulista Baixo.

Cerca de 300 educadores participaram do evento, que teve a sua temática voltada à importância da oralidade e da leitura nesse ciclo único da vida do aluno. “Quando a gente fala em aprender, é aprender a leitura, a escrita, para diminuir, por exemplo, os problemas com a retenção e a reprovação nos anos iniciais. Esse compromisso é coletivo, empreendido pela gestão do prefeito Júnior Matuto e do secretário Carlos Júnior, além de toda equipe de educação do município”, afirmou o secretário executivo de desenvolvimento escolar do Paulista, Emanuel Souto.

O evento ainda contou com a apresentação de alguns professores que puderam acrescentar conhecimento e conteúdo à iniciativa a partir de suas experiências adquiridas nas salas de aula. A educadora Edilma Maria da Silva Roque, da escola municipal Maria Anunciada de Arruda, comentou um pouco sobre a importância do Seminário.

“Praticamos o que vivemos, então é essencial essa troca de experiências para o fortalecimento do grupo escola. Hoje eu trouxe uma contação para o evento cujo título é “O dente ainda doía”. Trabalhamos esse tema na escola para alertar as crianças sobre a necessidade da higiene bucal”, afirmou.

Também presente no evento, o secretário de Educação do Paulista, Carlos Júnior, alertou para a importância da concessão de atenção e cuidados para com os professores. “A educação infantil é onde tudo começa. A criança adquire sua personalidade na educação infantil, então é onde devemos investir mais. O professor da educação infantil é pai, é irmão, é avô, é avó, é amigo, e ele também tem conflitos na vida e até mesmo dentro da escola. Por isso esse profissional precisa de um suporte maior, para que ele se sinta bem, em condição de transmitir todo o seu conhecimento”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário