.

.

22 de janeiro de 2019

Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) realiza exames para o diagnóstico de DSTs

A Secretaria de Saúde do Paulista tem investido cada vez em serviços que são essenciais para a população. O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), localizado na Vila Torres Galvão, desenvolve um trabalho que se norteia pela estratégia da prevenção, disponibilizando testes rápidos para HIV (diagnóstico), Sífilis e Hepatites B e C (triagem). 


A importância desse centro, segundo Guilherme Brito, coordenador do CTA, é justamente pelo trabalho que ele desenvolve. “Temos notado que muitas pessoas estão deixando de usar a camisinha, provocando um crescimento nos números de casos das Doenças Sexualmente Transmissíveis. É isso que reforça a importância da realização dos testes e exames disponibilizados no CTA”, frisou. 

Além de oferecer os diversos serviços, o Centro de Testagem e Aconselhamento também oferecem aconselhamento de Infecções Sexualmente Transmissíveis, distribuição de preservativos masculinos, femininos e gel lubrificante, realizações de testagem e palestras de orientação sobre IST/AIDS/HIV em unidades de saúde, CAPS, indústrias e CRAS.

A gestão continua ampliando a equipe, que é composta por profissionais capacitados em aconselhamento em HIV e Infecções Sexualmente Transmissíveis, técnicos de laboratório e biomédica. “Estamos trabalhando no treinamento e na descentralização da testagem rápida, para que a população não precise sair do sei bairro para o diagnóstico”, comentou o coordenador do CTA, Guilherme Brito.

O exame para descoberta do HIV, Sífilis e Hepatites B e C, é feito no próprio CTA, sendo necessário apenas um furinho no dedo e em aproximadamente 30 minutos o usuário já fica sabendo do diagnostico. A faixa etária para realização do procedimento é a partir dos 18 meses de idade, adolescentes e crianças até 13 anos, necessitarão da presença de um responsável ou autorização judicial.

DESAFIO – A meta ao longo do ano, é reduzir a incidência da infecção pelo HIV, Hepatites Virais e por outras ISTs, melhora da qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV/AIDS E Sífilis, promover os direitos individuais e sociais das pessoas que vivem com essas doenças, garantir a assistência multiprofissional, o diagnóstico, o tratamento e o acompanhamento laboratorial as pessoas com IST/HIV/Aids, bem como o apoio psicossocial às PVHA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário