.

.

3 de fevereiro de 2019

Coco de roda, rock e MPB deram o tom dos shows no Janga

O coco de roda, o rock e a MPB deram o tom dos shows na Orla do Janga, em Paulista, na Região Metropolitana. Os ritmos musicais colocaram o público para dançar na penúltima noite do Projeto Viva Orla, neste sábado (02.02). 


No palco montado na Praça das Quaro Torres, os artistas locais tiveram a oportunidade de mostrar o trabalho com originalidade e talento. Entre eles, José Galdino dos Santos, mais conhecido como Zeca do Rolete. O coquista de 75 anos se apresentou ao lado da esposa Silvânia, filhos e neta. Ele disse que a arte do coco de roda está em sua família há quatro gerações. “ Para mim é honra levar a nossa cultura para essas pessoas. Uma tradição passada pelo meu bisavô, avô e pai”.

Outra atração, o Grupo Percussivo Afro Batuque que surgiu há um ano no Conjunto Beira-Mar. Os 15 integrantes levaram para o palco uma musicalidade forte com diversas influências do culto afro-brasileiro.

“ É um prazer participar de um projeto como esse. O Viva Orla é uma janela para os artistas da terra. Pela primeira vez estamos mostrando a nossa música”, disse o músico e coordenador do Grupo, André Luiz Santos.

Acompanhada pelo marido, a professora Ailza Barbosa, disse que o projeto Viva Orla ajuda a movimentar a economia local. “A Prefeitura deve continuar com o Viva Orla. O projeto é muito bom para nossos comerciantes. Além disso é uma chance de conhecer as atrações que são da nossa cidade. O projeto deve se estendido para outras datas comemorativas, como o São João. O policiamento e a limpeza urbana estão de parabéns”, enfatizou a professora. 

Já a analista de faturamento Thaís Fonseca juntou um grupo de amigos para curtir outra atração da noite: a banda Santa Rita Bacurau, de Maranguape II. “ Eu vim prestigiar a banda e achei uma iniciativa muito bacana da prefeitura em dar espaço para as bandas locais. Fiquei sabendo dessa festa através dos meus amigos e acho que essa iniciativa deveria continuar”. 

Outra atração que animou a noite foram as meninas da Banda Damas de Lá que puderam apresentar um som autoral misturado com releituras de sons de outros artistas como Lenine. 

O Viva Orla fez sucesso durante os 21 dias de atividades no Janga. O projeto é uma ação integrada uma ação integrada que reúne diversos serviços das secretarias municipais num só lugar em prol da população. 


Neste domingo (03.02), último dia do projeto, o público pode aproveitar os diversos serviços de saúde, bem-estar, diversão e cultura. 

Confira a programação:

Domingo: 

8h às 12h – Serviços à população (Aferição de pressão e glicemia; emissão de credencial para idosos; gratuidade de estacionamento em vagas exclusivas)

16h às 21h – Apresentações culturais, shows e orquestra de frevo (Banda Firmino da Veiga, Orquestra Aristides Borges, Klebson Santos e Blocos Líricos e Grupo Cultural Florescer).

Um comentário:

  1. Banda massa Santa Rita Bacurau, representa o cenário independente da cidade do Paulista. Estão de parabéns a todos os envolvidos!

    ResponderExcluir