.

.

25 de março de 2019

Campanha “ Minha Biblioteca tem Nome” é lançada nas escolas municipais do Paulista

A Secretaria de Educação do Paulista lançou, nesta segunda-feira (25.03), a Campanha “Minha Biblioteca tem Nome”. O objetivo é envolver toda a comunidade escolar na escolha do nome para o espaço de leitura da sua escola através de uma eleição. 

Em uma das unidades participantes, a Escola Municipal Rubenita de Lima Cavalcanti, em Arthur Lundgren II, a comunidade escolar sugeriu três nomes: a poetisa Cecília Meireles, o escritor Monteiro Lobato e a ex-professora da escola Maria Helena Revôredo (in memorian).

“Achei a ideia muito boa porque isso identifica o espaço de leitura. A biblioteca está num contexto, mas o aluno precisa saber que ali tem uma identidade e que foi a própria escola que escolheu a sua denominação”, disse a Coordenadora da biblioteca Adriana Fortunato.

“O que buscamos com essa campanha é dar identidade e mais visibilidade às bibliotecas escolares. Quando nomeamos o espaço podemos buscar meios legais para que as bibliotecas consigam mais acervos de livros junto ao Acervo Nacional por exemplo”, pontuou o Coordenador das bibliotecas escolares do município Gláucio Ramos.

“Quando pensamos na campanha, a ideia foi que a comunidade escolar sentisse um pertencimento em relação ao espaço coletivo de leitura”. Uma homenagem às pessoas ligadas à Educação”, enfatizou o Gerente de Espaços Ampliados de Aprendizado da Educação Inado Ferreira.

A escolha dos indicados vai ocorrer na próxima quinta-feira (28.03) nas unidades de ensino que possuem biblioteca escolar. Após a eleição será confeccionada uma placa com o nome escolhido pelas escolas. A rede municipal de ensino conta com 26 bibliotecas escolares, sendo que três já possuem nomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário