.

.

10 de maio de 2019

Fiscalização conjunta resulta na interdição de chuveirões e banheiros de estabelecimentos na Orla da praia do Janga

Uma fiscalização conjunta envolvendo equipes do Núcleo de Fiscalização Ambiental e da Vigilância Sanitária do Paulista resultou, na manhã desta sexta-feira (10), na interdição de quatro banheiros e quatro chuveirões de bares que ficam localizados na Orla da praia do Janga.


O embargo ocorreu porque foi constatada a utilização de água oriunda de um poço artesiano que não possuía licença ambiental. Por esse fato, os proprietários foram notificados e deverão pagar uma multa no valor de R$ 724,00 reais cada. Os servidores do município ainda identificaram que os estabelecimentos não tinham o Alvará de Funcionamento.

Além de proibir a utilização dos chuveirões e dos banheiros, os profissionais envolvidos na operação realizaram a apreensão de alimentos e utensílios que serviam para preparar os pratos que eram comercializados nos bares. De acordo com a equipe da Vigilância Sanitária, os produtos recolhidos não apresentavam o selo de inspeção Estadual ou Federal (S.I.F).

Os proprietários receberam um termo de notificação para que se adequem as normas imediatamente. Caso isso não aconteça, os estabelecimentos podem ser interditados.

O motorista, Gilmar Neres, 59 anos, estava na praia no momento da fiscalização e aprovou a iniciativa. “De fato é importante verificar de perto a procedência dos banheiros, dos alimentos, das bebidas, do que está sendo comercializado nos bares de uma maneira geral. Os frequentadores da praia não têm acesso à cozinha dos estabelecimentos, e sabendo que a Prefeitura está preocupada com a qualidade do que é servido, nos sentimos mais seguros para comprar”, afirmou banhista. A operação contou com o apoio operacional de cerca de 10 servidores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário