.

.

25 de junho de 2019

Caravana do 13º do Bolsa Família aporta em Paulista

A cidade, que terá quatro etapas do encontro nos dias 25 e 26, é a terceira a receber equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude. Abreu e Lima realiza atividade na quinta-feira (17)


Localizado na Região Metropolitana, o município de Paulista recebeu, nesta terça-feira (25), a Caravana do 13º do Bolsa Família. Logo no início da manhã, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), repassou todos os detalhes do programa estadual para beneficiários e técnicos que lidam diretamente com o público do Bolsa Família. Em Paulista, serão quatro encontros, que têm o objetivo de disseminar as informações do pagamento. Neste primeiro dia, a ação foi realizada em Maranguape I e à tarde é a vez de Jardim Paulista, no auditório do Senac, a partir das 14h. 

Amanhã a Caravana aporta, às 9h, na Associação de Moradores de Arthur Lundgren II e na Estação da Cidadania, no Conjunto Beira Mar, no bairro do Janga. O município de Abreu e Lima também recebe a equipe da SDSCJ, na quinta, às 9h, no Colégio Santa Maria. O secretário estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, explicou o objetivo dos encontros municipais. 

“A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude vem preparando um calendário de atividades, que é feito em articulação com as prefeituras, para promover os encontros em todas as cidades de Pernambuco. O governador Paulo Câmara se comprometeu e está cumprindo um dos principais programas do seu segundo governo e nosso intuito é fazer com que toda a população beneficiária conheça os detalhes do 13º do Bolsa Família, saiba como e quando vão receber. Na semana passada estivemos em Surubim e Itamaracá e estamos montando essas ações durante todo ano”, informou o secretário. 

Além da presença de beneficiários, o encontro em Paulista contou com a participação dos profissionais que atuam na Secretaria de Políticas Sociais, que possuem o contato direto com o público do programa. O secretário de Políticas Sociais, Francisco Padilha, e o vereador Eudes Farias também participaram do encontro. 

Na ocasião, o secretário-executivo de Assistência Social, Joelson Rodrigues, falou sobre os detalhes da sistemática das notas fiscais, tirando dúvidas da população sobre os valores recebidos, os materiais que podem ser contabilizados na hora da nota e o calendário de pagamentos. 

Sobre o Programa - A iniciativa do Governo de Pernambuco vai conceder anualmente uma parcela extra do benefício de até R$ 150,00 aos pernambucanos beneficiários do programa federal. Atualmente, 1.178.975 famílias pernambucanas são atendidas pelo Bolsa Família, o que representa 35% da população do Estado. Com isso, a gestão estadual irá injetar cerca de R$ 175 milhões na economia por ano.

Para quem recebe abaixo de R$ 150,00, o programa estadual prevê a ampliação do valor através da inserção do CPF na Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica – NFC-e. Essa norma já está em vigor desde o dia 29 de março e é válida para os 14 mil estabelecimentos credenciados com nota fiscal eletrônica. O período de apuração vai até 31 de janeiro de 2020. Para participar do Programa, não será necessário fazer inscrição ou adesão, basta ser beneficiário do Bolsa Família e estar regular com as exigências do Programa Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário