.

.

8 de agosto de 2019

Escola Firmino da Veiga recebe prêmio e capacitação da Fundação Nestlé

A Escola Firmino da Veiga, no Paulista, foi uma das vencedoras do Prêmio Criança Mais Saudável da Fundação Nestlé Brasil, em parceria com o Instituto Crescer, dentro do projeto Se alimentar e Praticar Atividades Físicas Não é Legal, é Essencial. A escola recebeu um prêmio no valor de R$35.000,00 e os servidores receberão trimestralmente capacitações de representantes do Instituto Crescer.

“Esse prêmio foi de fundamental importância pra nós. Estamos muito felizes porque é uma escola tradicional da rede de ensino do Paulista, com mais de 50 anos de existência que fez o cadastro concorrendo com mais de 800 escolas no Brasil e conseguiu ganhar esse prêmio da Fundação Nestlé que é uma instituição respeitada nacionalmente e que também demonstra uma preocupação com a alimentação das crianças. O cuidado com a qualidade da merenda é um trabalho que a gente já vem realizando sistematicamente em todas as escolas”, ressaltou Carlos Junior, Secretário de Educação do Paulista.

Para marcar o inicio do projeto no município, professores, funcionários e representantes da secretaria de Educação do Paulista receberam, na manhã desta quarta-feira (07.08), uma capacitação de uma representante do Instituto Crescer, em seguida, participaram de um café da manhã no Espaço Armazém 10, no Centro do Paulista. 

Na ocasião, a representante do Instituto Crescer, Denise Borges, de Salvador, realizou uma formação articulada para os professores e funcionários da escola vencedora, para orientá-los de que forma os conteúdos pedagógicos podem ser vinculados com as ações do projeto.

A ideia vencedora, surgiu do professor de Educação Física Rodrigo Rodrigues e da diretora Magali Silva, voltada no desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis, como separar adequadamente os alimentos, curtir as refeições juntos, consumir água e incorporar legumes e verduras na alimentação.

Para Magali Silva, receber a premiação foi emocionante. “Pensamos em todo o trabalho que a gente já vem introduzindo com os alunos há um tempo e transcrevemos para o papel. Fiquei muito surpresa e feliz ao saber que o nosso projeto foi um dos vencedores e isso nos incentiva a continuar o trabalho que fazemos no dia-a-dia”, contou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário