.

.

6 de agosto de 2019

Programa Professor Amigo do Trânsito passa a contar com profissionais do Samu

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem por ano, no mundo, em acidentes de trânsito, e desse total metade das vítimas são pedestres, ciclistas e motociclistas. 

Pensando nisso, o projeto “Professor Amigo do Trânsito”, idealizado pelo DETRAN-PE e coordenado pelas Secretarias de Educação e Mobilidade e Administração das Regionais do Paulista, agora conta com profissionais que atuam no SAMU da Cidade. Nesta terça-feira (06), na Escola Margarida Sampaio, na comunidade Chega Mais, aconteceu a primeira palestra de primeiros socorros em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Na ocasião, os alunos do 1º ao 5º ano puderam conhecer mais sobre os perigos, os cuidados e como agir, caso presenciem um acidente.

Segundo a coordenadora de projetos multidisciplinares do Paulista, Glauber Giane, o município foi destaque em todo o estado com o “Professor Amigo do Trânsito”, pois alcançou por dois anos consecutivos o maior número de alunos conscientizados pelo tema. “Para agregar cada vez mais qualidade, esse ano, nós fomos contemplados com a parceria da Rodovia Federal e da Secretaria Municipal de saúde, e isso é um motivo de muita felicidade, porque temos profissionais de mobilidade, que trabalham a questão da sinalização e do índice de acidentes de trânsito do nosso município, e agora temos também os profissionais do Samu, que abordam a questão de como prevenir esses acidentes”, frisou.

A palestra foi proferida pela médica do Samu, Natalia Tomaz. Para ela, ações assim são muito importantes. “Essa iniciativa foi fundamental, pois o nosso objetivo é trabalhar com esses estudantes algumas leis de trânsito, principalmente relacionadas as crianças, como por exemplo, o uso da cadeirinha e do cinto de segurança, das crianças sempre andarem no banco detrás, prestar atenção na hora de atravessar as ruas e caso veja algum acidente, ligar para o 192, e de preferência, não mexer nas vistas até que chegue o socorro”, comentou.

“Achei muito importante essa ação, pois todo dia eu vejo na televisão um acidente de trânsito e eu mesmo sendo criança preciso saber como tomar cuidado e não sofrer um acidente e dizer também a minha família”, comentou o estudante do 5º anos, Igor Gabriel, 12 anos.

A iniciativa percorre as escolas mostrando vídeos infantis e promovendo atividades práticas para que as crianças também sejam alertadas como futuros condutores e pedestres na sociedade. Além das escolas da rede municipal, esse projeto tão fundamental de alerta a acidentes no trânsito, também percorre escolas particulares, igrejas, faculdades, hospitais e associações do município do Paulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário